ARTE E CULTURA >> Cinema

  • Corpos da terra – Imagens dos povos indígenas no cinema brasileiro

    Da Redação em 29 de Março de 2017    Informar erro
    Local: Caixa Cultural Rio
    ENDEREÇO: Av. Almirante Barroso, 25 - Centro
    DETALHES:

    Foto: Divulgação

    A CAIXA Cultural do Rio de Janeiro apresenta, de 4 a 16 de abril de 2017 (terça-feira a domingo), a mostra Corpos da terra - imagens dos povos indígenas no cinema brasileiro, com a exibição de 39 filmes que traçam um panorama da relação entre os povos originários e o cinema. O projeto tem curadoria de Eric Macedo, Flora Bezerra, Gabriel Meyohas e Thiago Ortman. 

    Foram selecionados curtas, médias e longas-metragens que abordam diferentes aspectos da vida e da história indígena no país, dando atenção especial à relação entre os povos e a terra, seus diferentes modos de ocupação do espaço e às histórias de usurpação de seus territórios tradicionais.

    Durante a mostra, o público poderá conferir produções cinematográficas recentes dos próprios índios, entre elas Bicicletas de Nhanderu (2011), Índio Cidadão (2014) e Karai Ha'egui Kunhã Karai 'ete: Os verdadeiros líderes espirituais (2014), além de obras fundamentais do cinema brasileiro, como Descobrimento do Brasil (1936), Idade da Terra (1980), Serras da desordem (2006), e outras mais atuais, como Martírio (2016) e Taego Ãwa (2016).   

    Na terça-feira de abertura (4), haverá uma sessão especial, às 19h, com a exibição do filme Taego Ãwa (2016), de Marcela e Henrique Borela. Nos dias 7 e 14 de abril (sextas-feiras), as sessões de Uaka (1988) e 500 Almas (2017) terão a presença de seus respectivos diretores, Paula Gaitán e Joel Pizzini.  

    “Os filmes selecionados dão ao público a oportunidade de conhecer um pouco da vida cotidiana dos povos indígenas que habitam o território brasileiro. Mas demos um enfoque particular à luta desses povos pelo reconhecimento de seus territórios e às histórias de resistência às violências que seguem os atingindo quinhentos anos depois do início da colonização portuguesa”, afirma o curador Eric Macedo.  

    Debates:

    Além da programação de filmes, serão promovidos dois debates e uma roda de bate-papo a respeito de questões sobre os povos indígenas e sua relação com a produção cinematográfica nacional. No dia 06 de abril (quinta-feira), às 19h, o debate Demarcação: Uma questão de primeira ordem reúne Eduardo Viveiros de Castro e Francineia Fontes. No dia 9 de abril (domingo), às 19h, Renata Tupinambá e Alberto Alvares discutem as diferentes maneiras como os índios foram e são retratados no cinema brasileiro no debate Olhares e construções: Indígenas nas telas.  

    E no dia 13 de abril (quinta-feira), às 19h, ocorre a roda de bate-papo Mulheres indígenas na cidade, com a presença de importantes vozes femininas, como a jornalista, indígena urbana e fotógrafa Sallisa Rosa, e a mestranda em antropologia e guarani nhandeva, Sandra Benites. A roda será uma conversa aberta, pautada pelas vivências de mulheres indígenas na cidade. O encontro será realizado no saguão da CAIXA Cultural Rio de Janeiro, com entrada franca.  

    Programação:

    04 de Abril (terça-feira)

    Cinema 1

    19h - Sessão de abertura: Taego Ãwa (2016), de Marcela e Henrique Borela, Brasil, 70 min, Digital, 12 anos  

    Cinema 2

    15h - Karai Ha'egui Kunhã Karai 'ete - Os verdadeiros líderes espirituais (2014), de Alberto Alvares, Brasil, 67 min, Digital, Livre

    17h30 - Vale dos Esquecidos (2012), de Maria Raduan, Brasil, 75 min, Digital, 12 anos  

    05 de Abril (quarta-feira)

    Cinema 1

    15h - Terra dos índios (1979), de Zelito Viana, Brasil, 107 min, 35mm, Digital, Livre

    17h30 - Como era gostoso meu francês (1971), de Nelson Pereira dos Santos, Brasil, 84 min, 35mm, 14 anos

    19h30 - Iracema, uma transa amazônica (1975), de Jorge Bodanzky e Orlando Senna, Brasil, 90 min, Digital,14 anos  

    Cinema 2

    16h - A nação que não esperou por Deus (2015), de Lucia Murat e Rodrigo Hinrichsen, Brasil, 89 min, Digital, 12 anos  

    06 de Abril (quinta-feira)

    Cinema 1

    15h - Índios no poder (2015), de Rodrigo Arajeju, Brasil, 20 min, Digital, Livre

    + Índio Cidadão? (2014), de Rodrigo Siqueira, Brasil, 52 min, Digital, 12 anos

    19h - Debate: Demarcação: Uma questão de primeira ordem, com Eduardo Viveiros de Castro e Francineia Fontes  

    Cinema 2

    17h - Corumbiara (2009), de Vincent Carelli, Brasil, 118 min, Digital, 10 anos  

    07 de Abril (sexta-feira)

    Cinema 1

    15h - As Hiper Mulheres (2011), de Leonardo Sette, Takumã Kuikuru e Carlos Fausto, Brasil, 80 min, Digital, Livre

    17h - Para onde foram as andorinhas (2015), de Mari Corrêa, Brasil, 22 min, Digital, Livre

    + Pirinop, meu primeiro contato (2007), de Mari Correa e Karané Ikpeng, Brasil, 83 min, Digital, Livre

    19h - Uaka (1987), de Paula Gaitán, Brasil, 77 min, 16mm, Livre. Exibição com presença da diretora.

     

    Cinema 2

    17h30 - Curtas: Nguné Elü, O dia em que a lua menstruou (2004), de Takumã Kuikuro e Maricá Kuikuro, Brasil, 28 min, Digital, Livre

    + Konãgxeka: O Dilúvio Maxakali (2016), Charles Bicalho, Isael Maxakali, Brasil, 13 min, Digital, Livre

    + Naquele tempo todos eram gente (2016), de Aline Baiana Cavalcanti, Brasil, 26 min, Digital, Livre

    + Zahy – uma fábula sobre o Maracanã (2012), de Felipe Bragança, Brasil, 5 min, Digital, Livre

     

    08 de Abril (sábado)

    Cinema 1

    16h30 - 500 Almas (2007), de Joel Pizzini, Brasil, 105 min, 35mm, Livre

    19h - Wapté Mnhõnõ, Iniciação do Jovem Xavante (1999), de Divino Tserewahú, Brasil, 56 min, Digital

    + Pi'õnhitsi - Mulheres Xavante sem Nome (2009), de Divino Tserewahú e Tiago Torres, Brasil, 56 min, Digital, Livre

     

    Cinema 2

    14h - Curtas: Shomõtsi (2001), de Wewito Piyãko, Brasil, 42 min, Brasil, Digital, Livre

    + Shuku Shukuwe, a vida é para sempre (2012), de Pajé Agostinho Ika Muru, Brasil, 20 min, Digital, 12 anos

    + Prîara Jõ, Depois do ovo, a guerra (2008), de Komoi Paraná, Brasil, 15 min, Digital, Livre

    18h - O mestre e o divino (2013), de Tiago Campos Torres, Brasil, 85 min, Digital, Livre

     

    09 de Abril (domingo)

    Cinema 1

    14h - Yndio do Brasil (1995), de Silvio Back, Brasil, 70 min, 35mm, 12 anos

    17h30 - A arca dos Zo’é (1993), de Vincent Carelli e Dominique Tilkin Gallois, Brasil, 22 min, Digital, Livre

    + Karai Ha'egui Kunhã Karai 'ete - Os verdadeiros líderes espirituais (2014), de Alberto Alvares, Brasil, 67 min, Digital, Livre

     

    Cinema 2

    15h30 - As Hiper Mulheres (2011), de Leonardo Sette, Takumã Kuikuru e Carlos Fausto, Brasil, 80 min, Digital, Livre

    19h - Debate: Olhares e construções: Indígenas nas telas, com Renata Tupinambá e Alberto Alvares

     

    11 de Abril (terça-feira)

    Cinema 1

    16h - Uaka (1987), de Paula Gaitán, Brasil, 77 min, 16mm, Livre

    18h30 - Conversas no Maranhão (1983), de Andrea Tonacci, Brasil, 116 min, 16mm,12 anos

     

    Cinema 2

    17h30 - Paralelo 10 (2012), de Silvio Da-Rin, Brasil, 87 min, Digital, Livre

     

    12 de Abril (quarta-feira)

    Cinema 1

    16h - Iracema, uma transa amazônica (1975), de Jorge Bodanzky e Orlando Senna, Brasil, 90 min, Digital, 14 anos

    18h - O descobrimento do Brasil (1937), de Humberto Mauro, Brasil, 62 min, 35mm, Livre

    19h30 - Festas e Rituais Bororo (1916), de Luiz Thomaz Reis, Brasil, 26 min, 16mm, Livre

    + Yndio do Brasil (1995), de Silvio Back, Brasil, 70 min, 35mm, 12 anos

     

    Cinema 2

    16h30 - O mestre e o divino (2013), de Tiago Campos Torres, Brasil, 85 min, Digital, Livre

     

    13 de Abril (quinta-feira)

    Cinema 1

    15h - Tupinambá, o retorno da terra (2015), de Daniela Alarcon, Brasil, 25 min, Digital, Livre

    + Presente dos Antigos (2009), de Ranisson Xacriabá e José dos Reis Xacriabá, Brasil, 52 min, Digital, 14 anos

    + Surara: a Luta pela Terra Tupinambá (2017), de Veronica Monachini e Thomaz Pedro, Brasil, 20 minutos, Digital, Livre

    17h - Osiba Kangamuke - Vamos Lá, Criançada (2016), de Haya Kalapalo, Tawana Kalapalo, Thomaz Pedro e Veronica Monachini, Brasil, 20 min, Digital, Livre

    + Nguné Elü, O dia em que a lua menstruou (2004), de Takumã Kuikuro e Maricá Kuikuro, Brasil, 28 min, Digital, Livre

    + Konãgxeka: O Dilúvio Maxakali (2016), deCharles Bicalho, Isael Maxakali, Brasil, 13 min, Digital, Livre

    + Naquele tempo todos eram gente (2016), de Aline Baiana Cavalcanti, Brasil, 26 min, Brasil, Digital, Livre

    + Zahy – uma fábula sobre o Maracanã (2012), de Felipe Bragança, Brasil, 5 min, Digital, Livre

    Cinema 2

    15h30 - A nação que não esperou por Deus (2015), de Lucia Murat e Rodrigo Hinrichsen, Brasil, 89 min, Digital, 12 anos

    Saguão

    19h - Roda de bate-papo: Mulheres indígenas na cidade, com Maria do Socorro Borges, Sallisa Rosa e Sandra Benites

     

    14 de Abril (sexta-feira)

    Cinema 1

    15h - Paralelo 10 (2012), de Silvio Da-Rin, Brasil, 87 min, Digital, Livre

    17h - Curtas: Bicicletas de Nhanderu (2011), de Patrícia Ferreira e Ariel Ortega, Brasil, 48 min, Digital, Livre

    + Das crianças Ikpeng para o mundo (2001), de Karané Ikpeng, Natuyu Yuwipo Txicão e Kumaré Ikpeng, Brasil, 35 min, Digital, Livre

    + Osiba Kangamuke - Vamos Lá, Criançada (2016), de Haya Kalapalo, Tawana Kalapalo, Thomaz Pedro e Veronica Monachini, Brasil, 20 min, Digital, Livre

    + Prîara Jõ, Depois do ovo, a guerra (2008), de Komoi Paraná, Brasil, 15 min, Digital, Livre (exibição digital)

    19h - 500 Almas (2007), de Joel Pizzini, Brasil, 105 min, 35mm, Livre. Exibição com presença do diretor.

     

    Cinema 2

    17h30 - Índios no poder (2015), de Rodrigo Arajeju, Brasil, 20 min, Digital, Livre

    + Índio Cidadão? (2014), de Rodrigo Siqueira, Brasil, 52 min, Digital, 12 anos

     

    15 de Abril (sábado)

    Cinema 1

    14h - Para onde foram as andorinhas (2015), de Mari Corrêa, Brasil, 22 min, Digital, Livre

    + Pirinop, meu primeiro contato (2007), de Mari Correa e Karané Ikpeng, Brasil, 83 min, Digital, Livre

    16h - Terra dos índios (1979), de Zelito Viana, Brasil, 107 min, 35mm, Livre

    18h30 - Serras da desordem (2006), de Andrea Tonacci, Brasil, 130 min, 35mm, 14 anos

     

    Cinema 2

    13h30 - Tupinambá, o retorno da terra (2015), de Daniela Alarcon, Brasil, 25 min, Digital, Livre

    + Presente dos Antigos (2009), de Ranisson Xacriabá e José dos Reis Xacriabá, Brasil, 52 min, Digital, 14 anos

    + Surara: a Luta pela Terra Tupinambá (2017), de Veronica Monachini e Thomaz Pedro, Brasil, 20 minutos, Digital, Livre

    15h30 - Vale dos Esquecidos (2012), de Maria Raduan, Brasil, 75 min, Digital, 12 anos

     

    16 de Abril (domingo)

    Cinema 1

    15h - Corumbiara (2009), de Vincent Carelli, Brasil, 118 min, Digital, 10 anos

    17h - Martírio (2016), de Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tita, Brasil, 160 min, Brasil, Digital, 14 anos

     

    Cinema 2

    13h - Curtas: Bicicletas de Nhanderu (2011), de Patrícia Ferreira e Ariel Ortega, Brasil, 48 min, Digital, Livre

    + A arca dos Zo’é (1993), de Vincent Carelli e Dominique Tilkin Gallois, Brasil, 22 min, Digital, Livre

    + Shomõtsi (2001), de Wewito Piyãko, Brasil, 42 min, Digital, Livre


    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      Documentário Vida de Rainha
      Saiba Mais
      Mostra O Faroeste Vermelho
      Saiba Mais
      Mostra Barbara Hammer – Um cinema experimental lésbico
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA