ARTE E CULTURA >> Evento

  • Dia Internacional dos Povos Indígenas no Parque Lage

    Agenda Bafafá em 02 de Agosto de 2017    Informar erro
    Local: Parque Lage
    ENDEREÇO: Rua Jardim Botânico, 414 - Jardim Botânico
    DATA : 12/08/2017 HORA : 09h às 18h VALOR : Grátis
    DATA : 13/08/2017 HORA : 09h às 18h VALOR : Grátis
    LINK: Clique aqui e visite o site
    O Dia Internacional dos Povos Indígenas será lembrado com evento no Parque Lage reunindo 15 diferentes povos indígenas que apresentarão suas danças, cantos, artesanato, pintura corporal e roda de conversas contando um pouco dos seus saberes, histórias e mitos. Entre as etnias, Pataxó, Guarani, Fulni-ô, Puri, Tukano, Guajajara, Tupi-Guarani, Potiguara, Apurinã, Pankararu, Karipuna, Satere Mawé e Kayapó, Tabajara, entre outros povos. As atividades acontecerão no entorno do casarão da EAV, na bela área verde do parque e dentro da grande Oca tradicional construída por índios da etnia Huni Kuin do Acre, ao lado do palacete. Na parte da tarde, roda de cantos e danças com o público.
     
    09h - Abertura da feira de artesanato indígena

    10:00 às 12:30 - Apresentações de grupos culturais indígenas

    12:30 às 14:00 - Contação de histórias e oficinas indígenas

    14:00 às 16:30 - Mesas de debates indígenas na Oca 

    16:30 às 17:30 - Rodas de cantos e danças com o público 

    18:00 - Encerramento do evento

    Participarão da celebração mais de 100 indígenas expondo e vendendo seus artesanatos e fazendo pintura corporal típica de diversas etnias do Brasil.

    Já confirmaram presença grupos culturais Pataxó, Fulni-ô, Guarani, Kariri-Xocó, Puri e o grupo multiétnico da Aldeia Maracanã que irão apresentar seus rituais, cantos e danças, além de outros povos indígenas convidados.

    GRANDE FEIRA CULTURAL INDÍGENA

    -> Exposição e venda de artesanato indígena 
    -> Apresentações de cantos e danças indígenas 
    -> Pintura corporal étnica 
    -> Contação de histórias 

    MESAS DE DEBATES INDÍGENAS 

    -> SÁBADO 12/08, das 14:00 às 16:30 

    "A Saga da Aldeia Maracanã: sua história de lutas, conquistas e desafios atuais"

    Palestrantes: lideranças da Aldeia Maracanã 
    - Carlos Tukano, presidente da AIAM
    - Marize Guarani
    - Arassari Pataxó 
    - Dauá Puri

    -> DOMINGO 13/08, das 14:00 às 16:30

    "Ameaças a demarcação das terras indígenas e a inconstitucionalidade do marco temporal"

    Palestrantes: lideranças do movimento indígena nacional 
    - Luiz Eloy Terena, advogado indígena da APIB e doutorando em Antropologia pelo Museu Nacional/RJ
    - Felipe Cruz Tuxá, pesquisador indígena e Mestre em Antropologia Social pela UnB 
    - Edson Kayapó, professor indígena e doutor em História pela USP

    Este ano, com o agravamento das ameaças aos direitos dos povos indígenas, o evento será enriquecido através de várias mesas de debates ao longo dos três dias. Dentre os temas, destacam-se a Violência Contra os Povos Originários: Demarcação de Terras, Genocídio, Preconceito e Resistência Cultural. A mesa de abertura na sexta-feira vai expor para o público a Saga da Aldeia Maracanã, a ocupação cultural indígena do antigo museu do índio, suas lutas, conquistas e próximos desafios.

    A mesa de sábado, 12/08, às 14h00, sobre as “Ameaças a demarcação de terras indígenas e inconstitucionalidade do marco temporal” contará com a presença de Luiz Eloy Terena, advogado e militante indígena, natural da aldeia Ipegue, na região de Aquidauana, no Mato Grosso do Sul. Luiz Eloy é uma jovem liderança de 27 anos, ameaçado por pistoleiros da região devido ao seu trabalho na OAB e na defesa dos direitos indígenas e na luta contra o assassinato de muitas lideranças indígenas do povos Guarani Kaiowá e Terena no Mato Grosso do Sul. Nesta mesa também estarão as lideranças indígenas Felipe Cruz Tuxá, doutorando em Antropologia pelo Museu Nacional do Rio e Edson Kayapó, professor e doutor em História.

    A mesa de domingo, 13/08, ás 14h00, será sobre “A Saga da Aldeia Maracanã: sua história de lutas, conquistas e desafios” e será composta por Carlos Tukano, Marize Guarani, Arassari Pataxó e Dauá Puri, lideranças da origem do movimento Aldeia Maracanã que, em 20 de outubro de 2006, iniciaram a ocupação cultural indígena do prédio do antigo Museu do Índio.

    SOBRE O “DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS”

    Celebrada mundialmente no dia 9 de agosto, esta data foi criada pela ONU em 1995 para expressar o reconhecimento internacional em relação a esses povos que ainda carecem da manutenção de seus direitos mais básicos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas, costumes e saberes tradicionais.
     
    Foto: Divulgação

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.




    • COMENTE AQUI

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA