ARTE E CULTURA >> Teatro >> Festival | Mostra

  • 3º Festival Midrash de Teatro

    Da Redação em 03 de Julho de 2017    Informar erro
    Local: Midrash Centro Cultural
    ENDEREÇO: Rua General Venâncio Flores, 184, Leblon
    CONTATO: 21 2239-1800
    DETALHES: De 03 a 30 de julho de 2017 | Ingressos: R$40 e R$20 (meia) - Compra de ingressos online pelo site www.midrash.org.br ou na secretaria do Midrash
    LINK: Clique aqui e visite o site
    Inspirado no festival francês de Avignon, o 3º Festival Midrash de Teatro apresenta trinta e seis espetáculos durante o mês de Julho, tornando o Centro Cultural uma referência carioca nas artes cênicas.


    :: PROGRAMAÇÃO ::

    03 e 04 de de julho | segunda e terça | 20h30 | 55 min. | 12 anos

    ESCRAVOS
    de Machado de Assis 
    Direção de movimento de Rafaela Amado
    Direção de produção de Ana Paula Abreu e Renata Blasi
    Direção de Augusto Madeira
    Com Alexandre Mofati "Escravos" é um monólogo baseado no conto "Pai contra mãe", de Machado de Assis.

    A montagem não apenas traz o conto como fio condutor, que leva ao debate sobre a escravidão e o preconceito racial, mas apresenta uma encenação da obra na íntegra, sem adaptações, possibilitando uma leitura fiel das abordagens do autor sobre o tema.

    04 de julho | terça | 19h
    EU ORGANIZO O MOVIMENTO
    Criação de Paulo Marques e Ana Paula Bouzas
    Trilha Sonora de Luiz Brasil Realização | MeimundoInventações Compartilhadas
    Direção de Paulo Marques Com Ana Paula Bouzas e participação de Luiz Brasil

    Experiência cênica que reúne dança,música e teatro, criada pelos artistas Ana Paula Bouzas e Paulo Marques - inspirada num dos mais emblemáticos movimentos da Musica Popular Brasileira - a Tropicália - no ano em que se comemora 50 anos de sua existência.

    05 e 06 de julho | quarta e quinta | 20h30 | 50 min
    A MULHER IDEAL
    de Lorena da Silva e Claudio Serra
    Supervisão de Amir Haddad
    Direção de Lorena da Silva
    Assistente de Direção Rosa Douat
    Direção de Movimento de Joice Niskier
    Direção Musical de Alessandro Persan
    Produção Monica Saturnino - Colombina Realizações
    Com Lorena da Silva

    O espetáculo é um monólogo, de autoria de Lorena da Silva e Claudio Serra, onde a atriz conta a história de Vitória através de suas relações amorosas entremeadas com o teatro.

    09 de julho | domingo | 18h | 14 anos
    LOVE
    de Jackson Costa, Cyria Coentro e Elisa Lucinda
    Direção de Jackson Costa Com Cyria Coentro

    Monólogo que revela, através de poemas de diversos autores, as inúmeras situações envolvendo sentimentos e emoções vividas pelo ser humano nas suas relações amorosas.

    09 e 10 de julho | domingo 20h e segunda 20h30 | 60 min. | 12 anos
    MEU SABA
    de Noa Ben Artzi-Pelossof
    Adaptação de Clarissa Kahane, Daniel Herz e Evelyn Dizitzer
    Direção de Daniel Herz
    Com Clarissa Kahane

    Livremente inspirado no livro "Em nome da dor e da esperança", de Noa Ben-Artzi Pelossof, a peça é um relato pessoal da autora sobre a relação com seu avô Yitzhak Rabin, que foi primeiro-ministro de Israel.

    11 de julho | terça | 19h
    À FLOR DA PELE
    de Consuelo de Castro
    Assistência de direção Jozi Granha
    Direção Bruno Sobral
    Direção geral Guta Stresser
    Realização da Liga Extraordinária
    Com Laura Arbex e Bruno Sobral

    À flor da pele é a história de um casal de amantes com grandes conflitos internos propiciado pelas diferenças de idade e visões de mundo, no Brasil de 1969.

    11 de julho | terça | 20h30 | 80 min | 14 anos
    ESTUDO PARA MISSA PARA CLARICE
    Um Espetáculo Sobre O Homem e Seu Deus
    de Clarice Lispector
    Direção de Eduardo Wotzik
    Com Cristina Rudolph, Natally do Ó e Eduardo Wotzik

    Um espetáculo sobre o homem e seu Deus. Uma aventura pelo sagrado na obra de Clarice Lispector. Reflexivo e divertido. Um Arauto e duas Beatas claricianas, fazem do Espaço do Teatro, um Templo de Reflexão, num ritual cênico que une a palavra de Lispector e a música de Górecki.

    12 de julho | quarta | 19h | 60 min | 14 anos
    NUNCA FUI CANALHA
    de Tatá Lopes e Martha Mendonça
    Direção de Victor Garcia Peralta
    Com Tatá Lopes

    Tatá dá vida a quatro mulheres canalhas inspiradas nas personagens do livro "Canalha: substantivo feminino", de Martha Mendonça. A peça faz uma análise bem-humorada do caráter humano.

    12 e 13 de julho | quarta e quinta | 20h30 | 100 min | 16 anos
    PINEAL
    Ritual Cênico Concepção e Direção Saulo Rocha
    Texto, elenco, co-direção e figurino de Giovanna Bosco, Jéssica Ellen, Larissa Porto, Luellem de Castro, Priscila Vergniaud, Tainá Medina, Tuany Zanini e Yasmin Gomlevsky Músicos | Breno Ferreira e Chico Brum

    Espetáculo do Teatro de Afeto que fala sobre amor universal, Nova Era e questões sociais sob ponto de vista feminino.

    16 e 23 de julho | domingos | 16h | 60 min | Livre
    INFANTIL PAMONHA E PANACA
    Texto e direção de Rogério Blat
    Com Ricardo Blat e Nelson Yabeta

    Dois amigos inseparáveis, sem rumo na vida, travam uma disputa: um quer ser melhor que o outro. Nesse duelo cômico, eles desenvolvem um relacionamento absurdo, onde impera o individualismo e o imediatismo, agravando a situação.

    16 de julho | domingo | 18h | 80 min | 12 anos
    MARCOS CARUSO em O ESCÂNDALO PHILIPPE DUSSAERT
    de Jacques Mougenot
    Tradução de Marilu de Seixas Corrêa
    Direção de Fernando Philbert

    Ganhador de todos os principais prêmios nas categorias "Melhor Ator", " Melhor Espetáculo" e "Melhor Produção", Marcos Caruso vive nesta comédia um conferencista que divide com o público a investigação do escândalo envolvendo o pintor francês Philippe Dussaert.

    16 de julho | domingo | 20h | 60 min | 14 anos
    MARX BAIXOU EM MIM - UMA COMÉDIA INDIGNADA
    Vida e contradições de Karl Marx de Howard Zinn
    Tradução de Tereza Briggs-Novaes
    Direção e Interpretação de Jitman Vibranovski

    Marx, no além, pede para descer à terra porque está indignado e quer limpar seu nome. Deturparam suas ideias. Com o triunfo do capitalismo, a riqueza, como ele previu, está cada vez mais concentrada nas mãos de poucos.

    17 e 18 de julho | segunda e terça | 19h | 70 min | 16 anos
    POR QUE OS PRÉDIOS CAEM?
    Texto e direção de Gustavo Rocha Com Mônica Bittencourt e Gustavo Rocha

    Um suicida reflete sobre sua vida e as escolhas que fez enquanto cai do alto de um prédio de 50 andares.

    17 e 18 de julho | segunda e terça | 20h30 | 40 min | 14 anos
    MÁSCARAS de Menotti del Picchia
    Direção de movimento de Johyne Ildefonso
    Concepção e atuação de Cadu Fávero

    Máscaras é um poema lírico, romântico e escrito na forma de peça de teatro por Menotti del Picchia em 1920. Transcreve o encantamento de dois homens, Arlequim e Pierrot, por uma mulher, Colombina.

    19 e 20 de julho | quarta e quinta | 19h | 70 min | 12 anos
    SOLOS DE MEMÓRIA
    Idealização e direção de Morena Cattoni
    Texto e atuação de Daniel Chagas, Gisela de Castro, Marcéli Torquato e Natasha Corbelino

    Espetáculo com textos autoficcionais sobre memória, realidade e ficção, com inspirações na vida eobra da artista plástica Anna Bella Geiger.

    19 e 20 de julho | quarta e quinta | 20h30 | 70 min | 16 anos
    ENTRE CORVOS
    Livremente inspirado em O Suicidado da Sociedade, de Antonin Artaud
    Texto de Ary Coslov e Marcelo Aquino
    Direção de movimento de Ana Vitória
    Direção de Ary Coslov
    Com Marcelo Aquino

    ENTRE CORVOS é uma provocação cênica que funde elementos da dança, do teatro e das artes plásticas em um espetáculo de teatro físico construído á partir da obra O SUICIDADO DA SOCIEDADE de Antonin Artaud (1896-1948), sobre o pintor Vincent Van Gogh (1853-1890).

    23 de julho | domingo | 18h | 60 min | 14 anos
    Oráculo Cia. De Teatro em DIÁRIOS MARGINAIS
    Direção de Luis Furlanetto
    Texto e atuação de Gilson Gomes e Wagner Brandi

    Lima Barreto (Gilson Gomes) está confinado em seu quarto e empenhado em terminar o seu "Cemitério dos vivos", sua obra inacabada. Durante seus delírios, Lima terá um encontro com João do Rio (Wagner Brandi), e a partir daí travam um verdadeiro duelo em defesas de suas ideias.

    23 de julho | domingo | 20h | 60 min | 14 anos
    VALSA Nº 6
    de Nelson Rodrigues
    Direção de Daniel Herz

    O monólogo conta a história de Sônia, uma adolescente de 15 anos que foi abusada e assassinada pelo médico da família.

    24 e 25 de julho | segunda e terça | 19h | 50 min | 12 anos
    RICARDO Um Homem do seu Tempo Baseado no clássico de William Shakespeare - Ricardo III
    Adaptação e concepção de Alexandre Gomes e Wellington Fagner
    Direção de Wellington Fagner
    Supervisão de Júlio Adrião
    Com Alexandre Gomes

    O espetáculo explora aspectos de dois Ricardos: O homem histórico e o personagem Shakespeariano. Conservando o eixo principal da história, as relações de poder, ambição e corrupção do ser humano, o ator-narrador transita entre os séculos XV e XXI, sugerindo que o espírito do Rei Ricardo III ainda vive entre nós.

    24 e 25 de julho | segunda e terça | 20h30 | 50 min | 16 anos
    PEQUENOS E GRANDES GESTOS DE DESPEDIDA
    Colaboração dramatúrgica de Luiz André Alvim, Bruno Levinson e Marcus Vinícius Faustini
    Direção e iluminação de Luiz André Alvim
    Atuação e dramaturgia de Georgiana Góes

    Uma mulher, alguns objetos, uma tempestade, um e-mail, uma viagem de despedida e um amor perdido.

    26 de julho | quarta | 19h | 60 min | 14 anos
    PARA ONDE IR
    Textos de Fiódor Dostoievski e Arthur Rimbaud, em homenagem a poesia crítica de Bertolt Brecht
    Direção de Viviani Rayes
    Adaptação e atuação de Yashar Zambuzzi

    O monólogo é composto por 2 textos extraídos das obras, Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski e Uma Temporada no Inferno, de Arthur Rimbaud, ambos fazendo uma homenagem a poesia crítica do jovem poeta Bertolt Brecht.

    26 e 27 de julho | quarta e quinta | 20h30 | 60 min. | 12 anos
    O OLHO DE VIDRO
    de Renata Mizrahi

    Livremente inspirado no livro "O Olho de Vidro do meu Avô" de Bartolomeu Campos de Queirós e nos relatos de Charles Asevedo Criação Artística de Vera Holtz, Guilherme Leme e Flávia Pucci Com Charles Asevedo A peça, na primeira pessoa, é um relato sobre infância, relação com avô, descoberta da sexualidade, relação de opressão com o pai e de amor incondicional pela mãe. As histórias do livro e da vida do Charles se misturam numa criação poética, ficcional e documental. Não existe um limite entre ficção e realidade.

    27 e 30 de julho | quinta 19h e domingo 20h | 60 min | 12 anos
    PRINCÍPIOS TRANSGREDÍVEIS PARA AMORES PRECÁRIOS
    de Thales Paradela
    Direção de Rafael Sieg
    Com Thales Paradela, Linn Jardim, Dâmaris Grün, Cristiane Maquiné e Felipe Frazão

    Um pai recebe a inesperada visita da filha com a qual nunca conviveu e durante o preparo de um jantar abordam diversos significados do amor.


    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.




    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      Cena Brasil Internacional
      Saiba Mais
      Festival Internacional de Teatro de Angra
      Saiba Mais
      Inscrições abertas para Festival Nacional de Cenas Curtas ao Ar Livre
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA