TURISMO >> Comer | Beber

  • Ganjah: a embaixada da cultura cannábica no Rio

    Da Redação em 26 de Janeiro de 2018    Informar erro
    Local: Ganjah Coffee Shop
    ENDEREÇO: Rua do Rezende, 82 – Centro Ver mapa
    DETALHES: Funcionamento: segunda a quarta de 14h às 02h, quintas, sextas e sábados de 12h às 04h e domingos de 16h20 à meia noite. A entrada é gratuita fora de horário de shows.
    LINK: Clique aqui e visite o site
    O Ganjah Coffee Shop foi inaugurado em 2016 como espaço conceito sobre a cultura cannábica no Rio de Janeiro. Os quatro andares de um casarão centenário no Centro estão sempre cheios abrigando shows, festas, grafite, moda e gastronomia. No térreo funciona a “headshop” com uma infinidade de produtos de tabacaria, entre eles, mais de 80 sedas importadas, cachimbos, pipes, bong e acessórios. No Ganja Food, o público encontra hambúrgures artesanais, pizzas com óleo de semente de cannabis, sanduíches, com destaque para o “Chapadão” feito de baguete com queijo provolone, mussarela, frango ou linguiça na chapa (R$ 10). Para beber cerveja Heineken e Paulistania a módicos R$ 8.
     
    O xodó da casa é o terraço no último andar enfeitado com grama artificial, iluminação cenográfica, neons, lasers, plantas e ombrelones.
     
    A programação musical é extensa e eclética, com foco na Música Popular Brasileira. A casa já abrigou shows de Chico Chico, Júlia Vargas, Chico Brown, além de dezenas de artistas e bandas da cena carioca e nacional, inclusive fanfarras, blocos e jazz. Até o samba tem vez às terças com o grupo de mulheres “O Samba que elas Querem”.
     
    O Ganjah Coffee Shop se propõe a ser muito mais do que um bar ou uma cafeteria. É também um espaço de reflexão de temas que afligem a sociedade como machismo, homofobia, racismo, violência. O local abriga palestras, debates e até seminários sempre com convidados, entre eles, representantes de entidades de direitos humanos, parlamentares progressistas e personalidades da sociedade civil.
     
    A ideia do Ganjah, cujo nome é uma junção de Ganja (maconha) com Jáh (Deus Rastafari) surgiu em 2016 por iniciativa de quatro sócios, entre eles o designer gráfico Luis Gustavo Del Luca. Começou como loja virtual e acabou num casarão na Rua do Rezende. Em poucas semanas, o lugar bombou. “No início era só uma lojinha com uns showzinhos e depois fomos aumentando o espaço para outros andares”, explica Luis. Cresceu tanto que este ano mudou para um casarão maior na mesma rua. São quatro andares, inclusive um amplo salão onde acontecem os shows. O também sócio, o ex-empresário da área de petróleo André Guimarães, garante que o Ganjah deu um grande passo com as novas instalações. “É um estilo único na cidade. Atendemos um público de 18 a 70 anos”, garante.
     
    O curioso é que a casa cultua um ritual diário. Sempre às 16h20, toca uma sirene e solta-se fumaça cenográfica para lembrar a lenda surgida nos EUA de que este é o horário de fumar. Mas, tudo de mentirinha, já que não é possível consumir drogas no local.
     
    O espaço foi todo reformado e climatizado com utilização apenas de concreto e aço, instalação de saídas de emergência e extintores, tendo inclusive alvará do Corpo de Bombeiros.
     
    Durante o carnaval a casa promete extensa programação. No sábado 10/02 se apresenta o coletivo Wav com vários DJs. No dia seguinte, no meio da rua, é a vez do bloco de música eletrônica Me Gusta. No dia 12 falta ainda confirmar a atração. No dia 14 é a vez do bloco Planta na Mente que toca marchinhas e sambas em ritmo de bateria com letras alusivas à maconha.
     
    O sucesso do empreendimento é tanto que já estão funcionando franquias do Ganjah no bairro de Botafogo, na favela do Vidigal e no município de Sana em Minas Gerais. E o melhor: aceita novos empreedimentos.
     
    Enfim, o Ganjah é um espaço descolado, despido de preconceitos e com público eclético. Vale muito conferir. Palavra do Bafafá!

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Empório Macedônia: a cafeteria bacana do Largo do Machado
      Saiba Mais
      Festival da Truta em Friburgo
      Saiba Mais
      Confeitaria Colombo no Forte Copacabana
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA