ARTE E CULTURA >> Teatro

  • Espetáculo “Alegria de náufragos” mistura Tchekov com o humor ácido paraibano

    Da Redação em 31 de Março de 2022    Informar erro
    Espetáculo “Alegria de náufragos” mistura Tchekov com o humor ácido paraibano

    Foto: Eunilo Rocha

    Local: Teatro Ipanema
    ENDEREÇO: Rua Prudente de Morais 824 – Ipanema
    DETALHES: Dias: 09, 10, 15, 16, 17, 22, 23, 24, 29, 30 de abril e 1º de maio | Sextas e sábados, às 20h; domingos, às 19h | Ingressos: R$ 20 / R$ 40
    LINK: Clique aqui e visite o site
    O grupo paraibano Ser Tão Teatro comemora 15 anos de trajetória com temporada carioca do espetáculo “Alegria de náufragos”, que vem encantando plateias em teatros e festivais pelo país desde 2016.
     
    A montagem é fruto de um livre diálogo do grupo com o conto “Uma história enfadonha”, do russo Anton Tchekhov (1860 – 1904), com dramaturgia da própria companhia teatral e dos diretores Cesár Ferrario e Giordano Castro.
     
    “Alegria de náufragos” estabelece pontes entre o discurso literário de mais de 150 anos e contundentes questões de nossos tempos. Pontes erguidas com o talento dos atores Cely Farias, Rafael Guedes e Thardelly Lima, que incidem, sem concessões, sobre o presente e a geografia, com doses generosas de acidez e humor, provocando uma inevitável análise sobre si mesmos.  
     
    SINOPSE
     
    Com um currículo impecável, o professor Nicolai Stiepánovitch – pai de família e profissional reconhecido no exercício além das fronteiras do seu próprio país – poderia ser facilmente tomado como um exemplo de vida, um "homem feliz".
     
    Mas, gradativamente, no desenrolar do espetáculo, esse “homem de bem” é submetido a um doloroso processo de falência interior.
     
    Refém das próprias escolhas e dos modelos exemplares que perseguiu ao longo de sua caminhada, somente agora em que pouco ou nada há de ser feito, o professor começa a adquirir clareza sobre o lado patético da sociedade e de suas instituições, incluindo seu trabalho e a própria família.
     
    Graças ao talento do elenco afinado – trunfo do espetáculo –, essas reflexões extrapolam os personagens e tomam conta dos teatros onde o espetáculo vem sendo encenado e até da própria vida. Já o peso trágico da obra de Tchekhov é diluído em momentos de refinado e ácido humor.
    Direção: César Ferrario e Giordano Castro
    Dramaturgia: César Ferrario, Giordano Castro e Ser Tão Teatro
    Atuação: Cely Farias, Rafa Guedes e Thardelly Lima
    Direção musical e música original: Marco França
     
    Duração do espetáculo: 58 minutos
    Classificação etária indicativa: 12 anos

    VÍDEOS

    Alegria de Náufragos - Ser Tão Teatro


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      A História é uma Istória, comédia de Millôr Fernandes com direção de Ernesto Piccolo
      Saiba Mais
      Musical “Céu estrelado” faz um passeio pelo Brasil profundo e pelo cancioneiro popular nacional
      Saiba Mais
      "Esse homem é meu" comédia da Cia Temprana faz temporada no Teatro Dulcina
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO