TURISMO >> Histórias do Rio

  • Gigantesca contenção foi construída nos anos 60 no Morro do Cantagalo

    Da Redação em 02 de Abril de 2022    Informar erro
    O Morro do Cantagalo tem cerca de 200 metros de altitude e pouco depois do meio fica uma gigantesca estrutura de sustentação em concreto construída nos anos 60 para evitar a queda de rochas e atingir edifícios no entorno.
     
    As colunas ficam sobre uma base conhecida como a Chaminé do Prego que foi conquistada em 1931 pelos escaladores Fritz Reuter, Haroldo Pena e Helmuth Heske do centro excursionista brasileiro.
     
    A obra foi viável graças à um gigantesco andaime construído graças a uma escadaria de madeira no topo do morro, próximo à favela homônima. 
     
    A trilha foi reformada em 2018 pelos escaladores Miguel Montenza e Mauro Chiara contando com proteções de grampos de meia polegada e chapeletas tipo pingo.
     
    Em 2020, a justiça do Rio de Janeiro decidiu que a prefeitura e o governo estadual deviam reparar a encosta do mesmo morro onde pedras tinham rolado e ameaçavam um condomínio na Avenida Epitácio Pessoa, na Lagoa. 
     
    A prefeitura estima que são pelo menos 500 barreiras e encostas de proteção em toda a cidade. 
     
    Leia mais:


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Louis Armstrong esteve no Rio em 1957 e foi recebido como super star
      Saiba Mais
      Reservatório do Cantagalo em Copacabana, construído na rocha em 1930, tem capacidade para 8 milhões de litros de água
      Saiba Mais
      Castelinho, uma história de várias décadas em Ipanema
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO