MAIS COISAS >> Sustentabilidade

  • Estação Ecológica da Guanabara, o pantanal da Baía de Guanabara

    Da Redação em 15 de Junho de 2021    Informar erro
    Local: Estação Ecológica da Guanabara
    ENDEREÇO: Rodovia BR 493 Km 12,8 Vale das Pedrinhas - Vale das Pedrinhas
    CONTATO: 21 2633-0079
    DETALHES: ALUGUEL DE BARCOS: MALAFAIA 983327734 E ALOISIO 964154616
    LINK: Clique aqui e visite o site
    A unidade de conservação Estação Ecológica da Guanabara fica localizada no interior da Área de Proteção Ambiental (APA) de Guapi-Mirim. Foi criada em 15 de fevereiro de 2006, com o objetivo de preservar os remanescentes de manguezal da Baía de Guanabara.
     
    O lugar é um atrativo para aqueles que desejam uma atividade voltada para o turismo ecológico, com a observação da flora e da fauna presentes na Estação Ecológica. A a região é conhecida como o Pantanal Fluminense.
     
    Aspectos naturais
    A vegetação contida na Região da Esec da Guanabara está inserida no Bioma Mata Atlântica, englobando áreas de vegetação florestal e de alguns dos seus ecossistemas associados, como mangues e restingas.
     
    Relevo e clima
    A EE da Guanabara fica localizada em região de baixadas, que são formadas por sedimentos flúvio-marinhos, derivados de deposições em grande parte vindas das regiões serranas.
     
    Os sedimentos flúvio-marinhos constituem uma interdigitação de depósitos fluviais e marinhos regressivos holocênicos.
     
    Fauna e flora
    A Esec da Guanabara abriga espécies comuns em manguezais como peixes: tainha, carapeba, crustáceos: siris, camarões de água doce e salgada e plâncton de origem eminentemente marinha, além de siris, caranguejos, moluscos, diversidade de aves, principalmente garças, gaivotas, gaviões e socós que buscam alimentos nos bancos expostos na maré baixa.
     
    Além das últimas espécies desses mamíferos marinhos, o local abriga rica biodiversidade, com destaque para os 245 tipos de aves catalogadas, entre permanentes e migratórias. Uma das mais icônicas é o colhereiro rosa, que tem esse nome por conta do formato do bico, alargado na extremidade, parecendo uma colher.
     
    Das espécies vegetais registradas na área da EE da Guanabara, as três espécies típicas de manguezal ocorrentes, Rhizophora mangle, Avicennia schaueriana e Laguncularia racemosa, podem ser apontadas como endêmicas desse tipo de ecossistema.
     
    É o único trecho não poluído da Baía de Guanabara e abriga ainda 167 espécies de peixes (sendo 81 marinhos e 86 fluviais), 34 espécies de répteis e 32 espécies de mamíferos, que habitam o mangue, as florestas alagadas, os rios e o mar fundo da Baía de Guanabara. 
             
    Destaque para o boto-cinza, espécie mais ameaçada, com pouco mais de 30 animais restantes, em vista de extinção local, o gato mourisco (espécie de felino de pequeno porte), a lontra e uma diversidade imensa de aves, algumas em risco de extinção, como o pato-do-mato, a biguatinga e outras espécies migratórias do hemisfério norte, tais como trinta-reis-de-bando e trinta-reis-real.

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.




    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

    Banner Pets

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO









#AGENDABAFAFA