TURISMO >> Histórias do Rio

  • Morro do Senado foi derrubado a partir de 1895 e os escombros utilizados para aterrar a Região Portuária

    Da Redação em 18 de Novembro de 2021    Informar erro
    A história do Rio de Janeiro é marcada pelo desmanche de vários morros no Centro da cidade. Um dos menos conhecidos era o Morro do Senado, localizado na área onde é hoje a Praça da Cruz Vermelha, junto ao Campo de Santana.
     
    Seu arrasamento começou em 1895 e se estendeu até 1906. O morro era praticamente desabitado e o objetivo da obra foi gerar lucros com a venda dos terrenos que seriam criados na futura Esplanada do Senado e áreas a serem aterradas.
     
    A obra foi concluída na gestão do Prefeito Pereira Passos em 1905 e os entulhos utilizados para o aterramento da região Portuária do Rio e a construção da Av. Rodrigues Alves. 
     
    A derrubada do morro permitiu a construção das avenidas Mem de Sá e Gomes Freire.
     
    O Morro levava esse nome porque ficava localizado perto do Senado que funcionava na atual faculdade de direito da UFRJ (CACO). Mesmo derrubado a rua lateral chama até hoje Rua do Senado.
     
    Fonte: Mapas Antigos do Rio - Rio de Janeiro Aqui - Multirio
     
    Leia mais:


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Morro da Viúva, o morro que ninguém vê por ser cercado de edifícios
      Saiba Mais
      Rio teve projeto de megaponte ligando Niterói, projeto teria 946 apartamentos
      Saiba Mais
      Exposição de 1908 teve construções monumentais na Urca
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Comentário do post Hilton Ferreira Magalhães:
        O Rio é uma cidade fantástica em belezas naturais e também tem uma história de seu desenvolvimento que a colaca entre as mais importantes no cenario mundial. As construçoes antigas no centro da cidade é dr uma beleza arquitetônoca estupenda. Anda por ali é um devaneio!

      • Comentário do post SERGIO LUIS DURCO MACIEL:
        Já pensou se fosse hoje. Os ecochatos jamais permitiriam isso.


DIVULGAÇÃO