ARTE E CULTURA >> Dança

  • “SALVE O RIO SÃO FRANCISCO”, da Cia. Dançando para não Dançar

    Da Redação em 04 de Novembro de 2016    Informar erro
    Local: Teatro João Caetano
    ENDEREÇO: Praça Tiradentes s/nº – Centro
    CONTATO: (21) 2332-9257
    DATA : 08/11/2016 HORA : 20h VALOR : Grátis
    DATA : 09/11/2016 HORA : 20h VALOR : Grátis
    O Balé Salve O Rio São Francisco conta a história das populações ribeirinhas, representadas por lavadeiras e uma índia que deflagra a bandeira para preservar as riquezas do Velho Chico. O espetáculo levará ao público um mix de homenagem e apelo à preservação do Rio São Francisco, por meio da dança. “Salve São Francisco” do cantor e compositor Geraldo Azevedo sobre o Velho Chico. 

    A Direção Geral é da bailarina Thereza Aguilar. Músicas e arranjos de Geraldo Azevedo e Leandro Braga; Caetano Veloso, Zé Dantas, Capinan, Galvão e Carlos Fernandes. Cenário de João Lopes e Marcos Vieira. O figurino é de Marilda Fontes. As ilustrações são de Nani e Danilo Lucas, com projeto gráfico de Nani e Marcos Vieira. 

    Vale destacar que as coreografias são assinadas por Paulo Rodrigues, primeiro bailarino do Teatro Municipal, além de Márcia Freire, Eduardo Mascheti, Mayara Alves, Raisa Gregório e Pauliceia Borges.

    Dançando – O Projeto Dançando Para Não Dançar foi criado no final de 1994, no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, pela bailarina Thereza Aguilar, visando dar acesso às crianças e jovens de comunidades populares ao balé clássico. Os principais alvos são a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao proporcionar acesso à formação em uma profissão que dificilmente ingressariam. 

    Além da Escola de Dança, no Centro da Cidade (Rua Frei Caneca, 139), o projeto atua em 18 comunidades, do Rio de Janeiro, entre elas estão: Rocinha, Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Mangueira, Chapéu-Mangueira, Babilônia, Morro dos Macacos, Jacarezinho, Japeri, Santa Marta, Morro do Borel, Mineira, Morro do São Carlos, entre outros, além dos Cieps e creches. Hoje o projeto atende 1525 crianças e jovens. 

    Parcerias – O projeto “Dançando Para Não Dançar” é patrocinado pela Petrobras Distribuidora, desde 1997, e pela Lei Federal de Incentivo à Cultura - Governo Federal - Conta com as parcerias da VideoFilmes, Faperj e Governo do Estado do Rio de Janeiro. 

    Também tem parcerias com as Associações de Moradores das comunidades beneficiadas, a saber: Vila Olímpica da Mangueira, dos Cieps Salvador Allende e João Goulart, do Teatro das Artes, do curso de inglês Brasas, além de convênios mantidos com a Staatliche Ballettschule - Berlin.

    Classificação: Livre


    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      Festival Panorama 2016: capital mundial da dança
      Saiba Mais
      “Insone” no Teatro Municipal Angel Vianna
      Saiba Mais
      Dança Finlandesa em Penedo
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA