ARTE E CULTURA >> Teatro

  • Chica da Silva – O musical

    Da Redação em 11 de Abril de 2017    Informar erro
    Local: Teatro Sesi
    ENDEREÇO: Avenida Graça Aranha, 1, Centro
    CONTATO: (21) 2563-4168
    DETALHES: Prorrogada até 22/04/17 | Quintas e sextas, às 19h30, sábados, às 19h | R$40 e R$20 (meia)
    Chica da Silva – O musical tem como inspiração a força da mulher negra brasileira, suas conquistas, decepções e sonhos. Com direção de Gilberto Gawronski, texto de Renata Mizrahi e pesquisa de Daniel Porto, a peça é protagonizada pela atriz Vilma Melo, no papel de Chica da Silva. Alexandre Elias assina a direção musical e a direção de produção é de Alexandre Lino.

    A peça estreou em setembro de 2016, no Centro Cultural Correios. Sucesso de público e de crítica, a montagem está indicada aos prêmios Shell (Melhor Atriz para Vilma Mello) e Cesgranrio (Melhor Atriz em Musical para Vilma Mello e Direção Musical para Alexandre Elias).  

    Renata Mizrahi criou três planos diferentes. No passado, o musical resgata momentos da biografia de Chica da Silva, escrava alforriada que viveu durante anos uma relação estável com o rico contratador dos diamantes João Fernandes de Oliveira, teve treze filhos e conquistou uma posição de destaque na conservadora sociedade do século 18. No presente, a história de Chica da Silva é representada pela mulher negra que ocupa espaços importantes na sociedade, vive um momento especialmente importante de conquistas femininas e sonoridade, mas ainda enfrenta uma série de preconceitos nos âmbitos pessoal e profissional. O terceiro plano é o da imaginação, mostra a vida como a personagem gostaria que ela fosse, com cenas de uma mulher amada, que jamais sofreu preconceito.  

    O diretor musical Alexandre Elias reúne, no espetáculo, canções originais com muita presença de percussão, evocando a ancestralidade da raça negra, e sucessos como Xica da Silva, de Jorge Ben Jor. Em cena, atores são acompanhados da banda formada por Di Lutgardes, Reginaldo Vargas, Victor Durante e Tássio Ramos. As figuras dos orixás serviram de inspiração para o cenário e o figurino de Karlla de Luca. O iluminador Renato Machado completa o time criativo, que vai mostrar no palco traços ancestrais em uma linguagem contemporânea. 

    FICHA TÉCNICA 

    • Texto: Renata Mizrahi
    • Direção: Gilberto Gawronski
    • Idealização: Alexandre Lino
    • Pesquisa: Daniel Porto
    • Elenco: Vilma Melo, Antônio Carlos Feio, Ana Paula Black, Luciana Victor e Tom Pires
    • Diretor Musical: Alexandre Elias
    • Músicos: Di Lutgardes, Reginaldo Vargas, Victor Dutra e Tássio Ramos
    • Iluminação: Renato Machado
    • Cenário: Karlla de Luca
    • Figurinos: Karlla de Luca
    • Programação Visual: Guilherme Lopes Moura
    • Fotos e Vídeos: Janderson Pires

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      Francisco, um santo sem órgãos
      Saiba Mais
      Stand Up com as Mulheres da Minha Vida
      Saiba Mais
      “Gisberta”, monólogo dramático baseado em fatos reais
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA