ARTE E CULTURA >> Dança

  • 1ª edição do festival Em Movimento: oficinas de dança gratuitas no Centro Coreográfico

    Da Redação em 20 de Junho de 2023    Informar erro
    1ª edição do festival Em Movimento: oficinas de dança gratuitas no Centro Coreográfico

    O dançarino Feijão em ação. Foto: Divulgação

    Local: Festival em Movimento – Rio de Janeiro (Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro)
    ENDEREÇO: Rua José Higino, 115 –Tijuca (no estacionamento do supermercado Assai)
    DETALHES: De 4 a 22 de julho de 2023
    O Rio de Janeiro recebe, entre 4 e 22 de julho, a 1ª edição do festival Em Movimento, que tem como premissa apresentar e proliferar a diversidade do mundo da dança contemporânea que se faz hoje nas ruas, nas comunidades e nos encontros artísticos, da zona norte à zona sul.
     
    O intuito é valorizar a cultura local através de oficinas de dança gratuitas. A curadoria é assinada pelos dançarinos Flora Baltz (idealizadora do projeto), e Romec, ambos com vasta experiência em práticas corporais, e que carregam uma grande pluralidade artística.
     
    O Festival debuta na cidade maravilhosa para aproximar dançarinos que praticam inúmeros estilos de movimentos e realizar um intercâmbio de técnicas, vivências, diálogos, experiências, pesquisas e estratégias - sempre buscando práticas corporais distintas, vindas das diversas zonas do Rio.
     
    Serão três semanas de intensa atividade em que artistas-educadores, atuantes na sociedade, poderão gerar protagonismo a partir de lugares não hegemônicos, trazendo assim maior visibilidade aos participantes – de dentro e de fora do Rio de Janeiro.
     
    Nesta edição, o destaque será voltado para as danças sociais do município como o “Charme”, surgido no fim da década de 70, nas Zonas Norte e Oeste do Rio, e o “Passinho”, fenômeno contemporâneo surgido no início dos anos 2000 nas favelas cariocas e o Afrofunk – entre outras. Cada pessoa pode se inscrever em, no máximo, três oficinas.
     
    Os interessados, inclusive de outras cidades, deverão se inscrever através da plataforma Sympla em https://www.sympla.com.br/produtor/baltazarcultural 
     
    Segundo Flora Baltz, quando pensou no "Em Movimento - Rio de Janeiro", a intenção era criar um espaço para promover o encontro de pessoas que vivem e atuam em diversas partes da cidade. “Pretendemos, durante essas três semanas, contar com a presença de 13 profissionais de excelência, e oferecer um lugar para que os encontros de pessoas com vivências e práticas plurais na dança aconteçam.
     
    Por isso, criamos um espaço aberto diariamente após as oficinas, que acontecem de terça-feira à sexta-feira, para treinos e colaborações; e também vagas reservadas para pessoas transgêneras e pessoas com deficiência, para que os diálogos sejam amplos”, explica a curadora.
     
    Estarão compartilhando conhecimento os profissionais André Feijão (“Locking Funk Soul Brasil”); Valéria Monã (“Danças Afro-Brasileiras”),Titii Silva (“Freettyle”), Laranjinha (“Passinho Foda”),Salasar Júnior (“Handstyles”), Renata Versiani (“Movimentação Singular”),Lenna Siqueira (“Afrohouse” e “Afro-Contemporâneo”),DandaraPatroclo (“Improvisação”), Lilian Isídio (“Dança Contemporânea”),Jacki Karen (“Oficina Rebolativa”), VN (“Passinho Foda”),Jeff Antônio (“Charme”) e Moira Braga(“Consciência Corporal”).
     
    Serão oferecidas sequências de três aulas regulares de diferentes estilos, direcionadas aos jovens a partir de 16 anos, sempre de terça à sexta-feira, com a duração de 1h30 cada, além de um espaço aberto para que artistas possam colaborar e compartilhar os processos de criação.
     
    Aos sábados, acontecerá uma oficina com a duração de 2h. Nas oficinas regulares, as vagas serão prioritárias para pessoas que atuam na área da dança, artistas interdisciplinares ou pessoas que já tiveram experiências com dança anteriormente. Também aos sábados, as aulas estarão abertas para atuantes ou não na área da dança, e 50% das vagas serão prioritárias para pessoas com deficiência.
     
    Como ferramenta de democratização serão disponibilizados auxílios transporte, para pessoas de baixa renda, inscritas em mais de uma oficina. A seleção será feita por sorteio através do site “SorteioGo” e transmitida ao vivo pelo Instagram da produtora do evento.Todas as oficinas serão realizadas no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, na Tijuca, zona norte da cidade. No início da terceira semana, ocorrerá ainda uma roda de conversa liderada por praticantes dos estilos, a fim de contextualizar as práticas.
     
    CURSOS:
     
    SEMANA 1 (4 a 7 de julho) - “Locking Funk Soul Brasil” com André Feijão; “Danças Afro-Brasileiras” com Valéria Monã; “Freettyle” com Titii Silva; “Passinho Foda” com Laranjinha; “Handstyles” com Salasar Júnior. E Espaço Aberto.
     
    SEMANA 2 (11 a 15 de julho)- “Movimentação Singular” com Renata Versiani; “Afrohouse” e “Afro-Contemporâneo” com Lenna Siqueira; “Improvisação” com DandaraPatroclo; E Espaço Aberto.
     
    SEMANA 3 (18 a 22 de julho)–‘Oficina Rebolativa” com Jacki Karen; “Passinho Foda” com VN; “Charme” com Jeff Antônio; Roda de Conversa e Espaço Aberto; 
     
    Aos sábados, haverá uma programação especial. SEMANA 1: “Consciência Corporal” com Moira Braga; SEMANA 2: “Dança Contemporânea” com Lilian Isídio; SEMANA 3 “Charme” com Jeff Antônio.
     
    Sobre oficinas e acessibilidade
     
    As oficinas que acontecerão durante a semana, serão destinadas à profissionais da área da dança ou artistas interdisciplinares. Cada turma terá 20 vagas, sendo três prioritárias para pessoas transgêneras.
     
    Aos sábados, as oficinas serão abertas ao público, não sendo exigida experiência prévia em dança – também com 20 vagas disponíveis. Podem participar pessoas com deficiência, sendo profissionais ou não. O Festival disponibiliza 50% das vagas prioritárias para pessoas com deficiência. Os professores convidados para ministrar esses encontros, desenvolvem suas pesquisas com abordagens inclusivas para que todos possam usufruir das práticas corporais propostas.
     
    As oficinas que serão oferecidas aos sábados são de consciência corporal com Moira Braga, de dança contemporânea com Lilian Isídio, e de charme com Jeff Antonio. Todas são designadas para pessoas com e sem deficiência. Um tradutor e intérprete de libras estará presente, caso haja deficientes auditivos inscritos nesses encontros.
     
    O projeto “Em Movimento” foi contemplado pelo Programa de Fomento Carioca – FOCA 2022, da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, através da secretaria de cultura.
     
     


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      Encontro da Dança – Cias e Coreógrafos no Teatro Prudential
      Saiba Mais
      Grupo de dança Sats apresenta o espetáculo “Degraus” na escadaria da Câmara dos Vereadores
      Saiba Mais
      Dança Charme ganha primeiro curso de capacitação profissional
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO