ARTE E CULTURA >> Evento

  • Instalação Sonora da Orquestra Petrobras Sinfônica no MAM

    Da Redação em 30 de Outubro de 2023    Informar erro
    Instalação Sonora da Orquestra Petrobras Sinfônica no MAM

    16 caixas reproduzem a sonoridade de diferentes naipes da Orquestra Petrobras Sinfônica. Foto: Divulgação

    Local: Museu de Arte Moderna
    ENDEREÇO: Av. Infante Dom Henrique, s/n - Centro
    DETALHES: Entrada grátis.
    Em celebração aos 70 anos de sua patrocinadora, a Petrobras, a Orquestra Petrobras Sinfônica oferece uma experiência imersiva para o público.
     
    A Instalação Sonora Itinerante, que já percorreu três cidades brasileiras – Natal, Fortaleza e Recife – entre setembro e novembro, chega agora no Rio de Janeiro. Na capital carioca, a exposição, que é gratuita, fica em cartaz de 01 a 12/11 (de quarta a domingo, das 10h às 18h), no MAM Rio – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.
     
    Dispostas em um ambiente acusticamente preparado para o evento e ocupando a mesma posição dos instrumentos em um concerto, as 16 caixas que compõem a Instalação reproduzem a sonoridade de diferentes naipes da Orquestra Petrobras Sinfônica, dando a oportunidade ao visitante de ouvir cada uma das seções da orquestra separadamente. À medida que se desloca, o público pode escutar toda a orquestra e também ter a chance de ocupar o lugar do maestro, garantindo uma experiência única.
     
    Conforme o visitante se move pela instalação, sobretudo de olhos fechados, é possível perceber os sons de maneira diferenciada, explorando as relações entre música, imagem e espaço por meio do entrelaçamento das mídias. “A Instalação Sonora desperta no público todo o encantamento do mundo sinfônico. É como se o visitante fosse transportado para dentro da Orquestra, com os músicos tocando à sua volta”, explica o violista Fernando Thebaldi, um dos diretores artísticos da Orquestra Petrobras Sinfônica.
     
    Além disso, tablets com informações sobre os instrumentos de cada naipe e imagens em vídeo dos músicos interpretando as quatro obras da instalação sonora estarão disponíveis junto às caixas de som. Para incrementar ainda mais a imersão, a instalação conta com um telão, ao fundo, com vídeos da Orquestra Petrobras Sinfônica executando o repertório sincronizado às caixas, com as seguintes composições: “Cidade maravilhosa”, de André Filho, com arranjo de Gilson Santos; “Estações brasileiras”, de Jessé Sadoc; “Sinfonietta seconda: Carnevalle”, de Ernani Aguiar; e “Brasil vertentes”, de Vittor Santos.
     
    Uma das características do repertório elencado é a brasilidade. A escolha das obras foi pautada pela representatividade dos instrumentos, incluindo alguns não tão usuais no universo sinfônico, mas que proporcionam uma experiência bastante interessante na Instalação Sonora. “A Sinfonia de Ernani Aguiar é uma obra magnífica, que retrata o Carnaval. Há movimentos mais lentos, que destacam a marcha rancho, mas também tem frevo e escola de samba, com instrumentos característicos da música brasileira”, conta Fernando Thebaldi.
     
    As obras de Vittor Santos e Jessé Sadoc foram compostas especialmente para a Orquestra Petrobras Sinfônica, evidenciando a brasilidade evocada neste projeto. “‘Brasil vertentes’ visita diversos ritmos nacionais de uma maneira inventiva e grandiosa. Exímio compositor e arranjador, Vittor mistura os gêneros com maestria. Em ‘Estações brasileiras’, Jessé pega carona na obra máxima de Vivaldi, ‘As quatro estações’, e aplica um colorido nacional. É uma maneira única de retratar nossa música e nosso país”, completa o músico.
     
    A gravação do áudio foi realizada na sala de ensaio da Orquestra Petrobras Sinfônica, no Rio de Janeiro, em quatro etapas. Primeiro, os instrumentos de cordas (violinos, violas, violoncelos e contrabaixos) foram gravados, correspondendo a cinco caixas da Instalação Sonora. Depois, foi a vez das madeiras (flautas, oboés, clarinetas e fagotes), que ocupam quatro caixas da exposição. Em um terceiro momento, os metais (trompas, trompetes, trombones e tuba), que são identificados em três caixas sonoras. Por último, a percussão (agogô, apito, atabaque, bateria, bombo, caixa, cowbell, ganzá duplo, pandeiro, pratos, reco-reco, surdo, tamborim, tímpanos e xilofone) foi gravada, sendo reproduzida em duas caixas. Há ainda outras duas caixas destinadas exclusivamente aos graves.
     
    Uma das curiosidades dos bastidores da Instalação Sonora que proporciona um efeito impressionante é o fato de o som ser processado em tempo real. “Os computadores não estão apenas reproduzindo as músicas da instalação, mas também processando o áudio ao vivo de modo que o visitante sinta, de fato, que os músicos estão presentes na exposição”, explica Eduardo Monteiro, técnico de áudio responsável pela concepção técnica do projeto da Orquestra Petrobras Sinfônica.
     
    O tempo total de imersão, ao percorrer todo o trajeto, é de aproximadamente 30 minutos. Uma oportunidade imperdível de vivenciar a magia da música sinfônica.
     
     
    Serviço:
    Instalação Sonora Itinerante - Orquestra Petrobras Sinfônica
    RIO DE JANEIRO (RJ)
    Exposição: de 01 a 12/11 - de quarta a domingo, das 10h às 18h
    Local: MAM Rio - Av. Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo


     
    Repertório
    Orquestra Petrobras Sinfônica
    Felipe Prazeres, regência
     
    ANDRÉ FILHO
    Cidade maravilhosa
    Arranjo de Gilson Santos
     
    JESSÉ SADOC
    Estações brasileiras

    ERNANI AGUIAR
    Sinfonietta seconda: Carnevalle
    I. Samba | Allegro
    II. Frevo | [Allegro]
    III. Marcha rancho | [Andante]
    IV. Escola de samba | [Allegro]


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      2º Concurso de Presépios Natalinos de Búzios, primeiro colocado ganha R$ 5 mil
      Saiba Mais
      Feliz Ano Novo
      Saiba Mais
      Liga do Natal: caravana leva programação lúdica, gratuita e acessível para o Rio de Janeiro e outros municípios
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO