ARTE E CULTURA >> Exposição

  • Exposição de Dilson Cavalcanti apresenta "as Monalisas brasileiras" nas janelas do CCC

    Da Redação em 21 de Junho de 2022    Informar erro
    Exposição de Dilson Cavalcanti apresenta

    Uma versão moderna de mulheres monalisas importantes do Brasil. Foto divulgação

    Local: Centro Cultural dos Correios RJ na área externa
    ENDEREÇO: Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro
    DETALHES: Até 22/07/2022
    Uma mostra virada para a rua e montada em janelas de um prédio histórico. Assim é a exposição “Todo dia também é dia da mulher” do projeto “Monalisas Brasileiras” do artista plástico Dilson Cavalcanti na fachada do Centro Cultural dos Correios.
     
    São 18 telas gigantes (1m70 X 1m40) de Monalisas estilizadas, representando importantes mulheres brasileiras como: Princesa Isabel, Elza Soares, Maria da Penha, Hebe Camargo, Dandara, Helô Pinheiro, Tarsila do Amaral, Dra. Zilda Arns, Anitta Garibaldi, Santa Dulce dos Pobres, Chica da Silva, Maria Quitéria, Ana Neri...entre outras, que irão chamar atenção do público passante na rua, no Centro.
     
    “A ideia é reverenciar diversas mulheres brasileiras que vêm protagonizando transformações em suas vidas e na sociedade, nos últimos cinco séculos, e que, muitas vezes, foram ignoradas. Ao exibir as telas em áreas de grande circulação de pessoas e com acesso gratuito, esses ícones passam a despertar curiosidade de pessoas de todas as idades”, explica o artista Dilson Cavalcanti.
     
    “Em 2019, quando fez 500 anos da morte de Leonardo da Vinci, este projeto nasceu. A imagem da Monalisa é conhecida, mas o legado de Catarina Paraguaçu, uma índia que era dotada de uma inteligência e protagonismo raros em sua época, quando o Brasil ainda era colônia portuguesa, pouca gente conhece”, relata.
     
    “Irmã Dulce, hoje Santa Dulce dos Pobres, nascida na Bahia, no início do século 20, trabalhou incansavelmente pelos pobres da região, deixando um legado ativo e forte, mesmo após sua morte, em 1992.
     
    A cantora Elza Soares, que acaba de nos deixar, é especialmente homenageada. A ex-deputada Maria da Penha dispensa apresentações, mas também é um dos ícones contemporâneos da exposição”.
     
    "No trabalho híbrido que venho desenvolvendo uso tinta acrílica, água, esponjas, pincéis, espátulas e até rodo de estamparia. Os recursos gráficos digitais, usados na impressão digital das Monalisas Brasileiras deram outra expressão para o meu trabalho abstrato de pintura”, diz Dilson Cavalcanti.
     
    O artista Dilson Cavalcanti nasceu em outubro de 1955, no pequeno município pernambucano de Tupanatinga, mas mudou-se com a família para São Paulo, antes de completar dois anos. Com formação em marketing e administração, trabalhou com moda e varejo de produtos. Há 15 anos passou a trabalhar com arte.
     
    Exposição “Todo dia também é Dia Da Mulher” de Dilson Cavalcanti Curadoria de Rubens Pontes
     


    • ARTE E CULTURA QUE PODEM TE INTERESSAR

      Exposição “Notícias do Brasil: Carybé, Cícero Dias e Glauco Rodrigues” no Espaço Cultural Art Sesc
      Saiba Mais
      Rio de Janeiro ganha versão miniatura em famoso museu alemão
      Saiba Mais
      Exposição “O tempo Das Coisas” no Centro Cultural dos Correios RJ
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO