MAIS COISAS >> Jornal Bafafa

  • Crivella afirma que Rio deve ter abertura gradual da economia nos próximos dias

    Da Redação em 21 de Maio de 2020    Informar erro
    O prefeito Marcelo Crivella (PRB) afirmou que a cidade do Rio de Janeiro irá retomar suas atividades econômicas nos próximos dias. A declaração foi feita nesta quinta-feira (21), na saída do Palácio do Planalto, em Brasília, depois de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro.
     
    No local, o prefeito afirmou que na próxima sexta-feira (22) seu conselho científico irá analisar um plano de retomada feito com o apoio de empresários. Crivella disse que a reabertura será gradual e que em breve apresentará o modelo, detalhando quais serviços serão priorizados nessa retomada.
     
    "Agora estamos no estudo da retomada. Se Deus quiser, nos próximos dias já vamos começar a reabrir as coisas”, disse Crivella.
     
    De acordo com o líder do executivo municipal, a reabertura da cidade será possível porque a prefeitura comprou respiradores da China e abriu novos leitos.
    "Rio de Janeiro graças a Deus está tendo leitos e enfrentando essa tragédia. O Rio de Janeiro tem respiradores. Nós compramos na China 806 respiradores e já recebemos”, comentou Crivella.
     
    "Nós todos sentamos, fizemos o projeto, e eu quero apresentar à comunidade científica para, diante dos leitos que estamos abrindo e também da diminuição da curva de velocidade de contágio, nós podemos retomar a atividade no Rio”, comentou o prefeito do Rio.
     
    Queda em aglomerações
    Segundo Crivella, o Rio de Janeiro registrou uma queda de 80% nas aglomerações, que seria um sinal para a volta das atividades.
     
    “Hoje no Rio de Janeiro, graças a Deus, 80% das aglomerações diminuíram, 80% do trânsito de pessoas na rua, 80% do trânsito de passageiros em ônibus diminui também, as curvas diminuíram de velocidade de contágio, de tal maneira que estamos tendo sinais no horizonte de que devemos voltar à atividade. E vamos voltar”, disse Crivella.
     
    Indagado sobre o decreto de Bolsonaro que incluiu academias, barbearias e salões de beleza na lista de serviços essenciais, Crivella disse, de forma confusa, que havia uma ressalva no decreto – o que não está correto.
     
    Fonte: G1

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.




    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

    banner senge

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA