MAIS COISAS >> Opinião

  • ​Pratinha, da nova geração do samba, corre atrás do voto como sucessor de Eliomar Coelho

    Da Redação em 08 de Setembro de 2022    Informar erro
    ​Pratinha, da nova geração do samba, corre atrás do voto como sucessor de Eliomar Coelho

    Pratinha tocou com as principais rodas de samba e blocos de carnaval do Rio, entre eles, os Escravos da Mauá e o Simpatia É Quase Amor.


    O jornalista, violonista e cavaquinhista Tiago Prata, 34 anos, é um dos músicos mais respeitados da nova geração do samba. Conhecido como Pratinha, ele já tocou com as principais rodas de samba e blocos de carnaval do Rio, entre eles, os Escravos da Mauá e o Simpatia É Quase Amor.
     
    Filho do cavaquinhista e pesquisador Sérgio Prata e da pesquisadora da Fiocruz Cristiane Schuch, Pratinha tomou muito cedo o gosto pela política e nos últimos 13 anos assessorou o atual candidato ao governo do estado RJ Marcelo Freixo e o deputado em fim de mandato Eliomar Coelho.
     
    Por ser uma pessoa onipresente e ser vista em vários lugares no mesmo dia, é chamado de “Sady” dos anos 20, em referência ao jornalista e atual secretário de cultura de Maricá Sady Bianchin, que nos anos 90 tinha também tinha o poder da multiplicação.
     
    Ironias a parte, Pratinha é só disposição. Tanto que resolveu se candidatar a deputado estadual, como sucessor do combativo Eliomar Coelho, que está se aposentando.
     
    Ele conta que quer ser deputado para garantir que existam leis permanentes de apoio à cultura no Rio de Janeiro, como a Lei Aldir Blanc no plano federal.
     
    “Vou defender a cultura de rua, dos bares, dos encontros e rodas que geram emprego e renda. Também quero implementar políticas emergenciais de combate à fome e lutar por um transporte de qualidade”, assegura o candidato.
     
    Ele conta que após as eleições de 2018, quando Eliomar foi muito bem votado e se reelegeu para deputado estadual, ele o escolheu para ser o seu sucessor.
     
    “No primeiro momento, confesso que tive alguma dificuldade em aceitar, mas, com o passar do tempo, fomos, juntos, construindo essa candidatura que vem para seguir a trajetória política do Eliomar”.
     
    Se depender dos admiradores, Pratinha está eleito.
     
    A gestora cultural e música Eliane Costa, uma das fundadoras do Bloco Escravos da Mauá, só tem elogios.
     
    “Sou suspeita pra falar do Pratinha. Sou amiga de sua mãe desde criança e foi junto com seu pai, cavaquinhista, que fui comprar meu cavaco, nos anos 70. Tiago sempre fez tudo com muita paixão e determinação. Do cavaco à política, passando pelo violão de 7 cordas. Tocou pela 1ª vez em público no Escravos da Mauá, desde sempre entendendo que fazer música na cidade, na rua, no espaço público, é um ato político”, declara.
     
    Outra que se derrete por Pratinha é a jornalista Graça Lago, filha do ator Mário Lago.
     
    “Conheço Pratinha desde não sei quando. Conheci, acho, que no Bip-Bip, certamente, foi em alguma roda de samba em que ele pontuava ainda moleque, mas já com absoluta seriedade. E ele tem sido assim, com arte, muita alegria e militância da maior seriedade”.
     
    “Pratinha merece ser eleito. O Estado precisa dele por sua garra, competência, honestidade e larga experiência como assessor parlamentar de gente da mais alta qualidade”, assegura o músico Luís Filipe de Lima, outro exímio violonista de 7 cordas com voto declarado a Pratinha.
     
    Tiago Prata disputa pelo PSB com o nº 40013


    • MAIS COISAS QUE PODEM TE INTERESSAR

      É preciso resgatar a capacidade de investir do Estado, por Olímpio Alves dos Santos
      Saiba Mais
      O cinema e o Brasil, por Juca Ferreira
      Saiba Mais
      Desacreditar o voto eletrônico é coisa de golpista, por Chico Alencar
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Comentário do post Alzira Madeira:
        Eu sou insuspeita, pois não conhecia o Pratinha antes da Pandemia, quando ele ajudou a preencher o vazio quarentenado de cultura, música, entretenimento e diversão nas lives do Bip Bip no Instagram. Aos poucos fui sabendo mais sobre ele, e cada detalhe a mais sobre sua vida foi aumentando minha admiração ao agora candidato. Eu não sabia, por exemplo, que era assessor de Freixo e Eliomar. Já votei em Freixo e o Eliomar foi meu candidato por algumas décadas. Vou votar convicta em Pratinha, a expectativa é a melhor possível.

      • Comentário do post Maria da c. l. corujo corujo:
        Estive sempre com o Eleomar. Agora é Pratinha, menino de ouro.

      • Comentário do post Rafael:
        Pratinha representa a essência da cultura carioca, do samba/choro, e das infelizes mazelas (muitas) q precisam de solução. Conhece a ALERJ, e saberá construir consensos pro estado do RJ.


DIVULGAÇÃO