TURISMO >> Bairros

  • Ilha de Cotunduba, área de proteção ambiental na entrada da Baía de Guanabara

    Da Redação em 11 de Janeiro de 2021    Informar erro
    De pequenas dimensões, entre a Praia Vermelha, na Urca, e a Praia do Leme, uma porção de terra desabitada pode ser vista no horizonte, mas nem sempre chama atenção de quem olha.
     
    A ilha de Cotunduba passa muitas vezes despercebida por conta da proximidade com a Pedra do Leme, de onde tem-se uma visão privilegiada do mar e da própria ilha vista do alto.
     
    Com 60 metros de altura, a ilha faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) do Morro do Leme, Urubu e Ilha de Cotunduba desde 1995 sendo classificada como Zona de Vida Silvestre de uso restrito.

    Assim como acontece nas Ilhas Cagarras, vizinhas próximas na orla da Zona Sul, a Ilha de Cotunduba é uma reserva biológica, alvo de estudos e pesquisas com foco na preservação da vegetação e de espécies nativas.
     
    Mas, há algumas maneiras responsáveis de explorar esse pedaço de terra com águas cristalinas em plena Baía de Guanabara, sobretudo para os amantes de esportes náuticos. Há alguns passeios de barco que incluem parada na ilha, porém, a forma mais rápida e divertida de chegar é remando.
     
    A ilha é acessível de caiaque ou stand up paddle e o ponto de partida é a praia Vermelha, que fica há cerca de 2 quilômetros da ilha de Cotunduba.
     
    O tempo de travessia varia entre 20 e 30 min, dependendo do preparo físico e da velocidade da remada de cada um. Em dias de maré baixa as pedras nas extremidades da ilha formam pequenas piscinas naturais onde é possível “atracar” o caiaque ou a prancha para aproveitar o visual.
     
    De lá, é possível observar diversos pontos da cidade maravilhosa, como o Cristo Redentor, Pão de Açúcar,  Pedra da Gávea, morro Dois Irmãos, além de toda a orla de Copacabana.
     
    Antes de planejar a aventura é importante observar as condições climáticas e do mar. É indicado fazer a travessia logo pela manhã quando a maré costuma ficar mais baixa e o mar mais tranquilo.
     
    Fonte: Orla Rio

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.




    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO









#AGENDABAFAFA