TURISMO >> Histórias do Rio

  • Clube da Chave, em Copacabana: sócios famosos tinham a chave para entrar

    Da Redação em 15 de Março de 2022    Informar erro
    Sucesso nos anos 50, o Clube da Chave, em Copacabana, era assim chamado porque cada sócio tinha a chave para entrar e um escaninho com uma garrafa de whisky individual.
     
    A exceção era para a presença feminina, esta sim liberada sem precisar ser sócio. Não é a toa que era tido como o melhor "local de pesca", à época.

    O clube foi criado por Humberto Teixeira, parceiro de Luiz Gonzaga e tinha um número limitado de sócios, a maioria artistas e intelectuais.
     
    Entre eles Sivuca, Luiz Gonzaga, Dick Farney, Johnny Alf, Dolores Duran, Antonio Maria, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Baden Powell.
     
    Tom começou a trabalhar como pianista na noite carioca passando por várias casas noturnas. A diferença no Clube da Chave é que ele tinha liberdade para tocar o que queria sem precisar atender a pedidos. Sempre com a liberdade de improvisação e rodeado de talentos. 
     
    O Clube da Chave ficava no Posto Seis, e consta que foi lá que Tom viu Vinicius de Moraes pela primeira vez. Ambos, anos depois seriam parceiros em muitas músicas.


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Campos tem farol projetado pelo renomado engenheiro francês Gustave Eiffel em 1877
      Saiba Mais
      Itaguaí tem a maior comunidade japonesa do estado do Rio
      Saiba Mais
      Bar Veloso abriu as portas em 1945 e virou ícone da boemia carioca
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO