TURISMO >> Histórias do Rio

  • Construído em 1660, Convento de São Boaventura é uma relíquia arquitetônica do Rio

    Da Redação em 17 de Janeiro de 2022    Informar erro
    As Ruínas do Convento de São Boaventura são os restos da edificação do antigo Convento de São Boaventura de Macacu, construído no século XVII para abrigar os franciscanos na extinta Vila de Santo Antônio de Sá. As ruínas estão localizadas dentro de uma propriedade privada, pertencente a Petrobrás, na cidade de Itaboraí, no estado do Rio de Janeiro.
     
    É um patrimônio histórico nacional, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), na data de 28 de abril de 1980, sob o processo de nº 690-T-1963. E também tem seu tombamento estadual pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC), na data de 11 de dezembro de 1978, sob processo de nº E-03/33.714/78.
     
    Obras para consolidação e conservação das ruínas, contratada pela Petrobrás e fiscalizadas pelo IPHAN, foram finalizadas no ano de 2015.
     
    História
    Com o aumento da população na Vila de Santo Antônio de Sá, os jesuítas tiveram a necessidade de construir um convento na região, então, no ano de 1649, foi fundado o Convento de São Boaventura em uma edificação provisória, que foi ocupado pela comunidade franciscana no ano de 1650.
     
    Deu-se início as obras do convento definitivo no ano de 1660 e, com o término das obras em 1670, os franciscanos passaram a ocupar o convento definitivo, com início do noviciado no ano de 1672. Houve reformas e ampliações, como em 1704, ano que foi construído a torre sineira e a igreja.
     
    Em 1710, foi criada a Ordem Terceira de São Francisco, que ocupou uma capela da lateral da igreja. Entre os anos 1784 e 1788, a Ordem Terceira construiu uma capela separada da igreja do convento.
     
    Com o surto da cólera e da malária que assolou Macacu, entre os anos de 1828 e 1836, os frades deixaram o convento, assim como os moradores da Vila de Santo Antônio de Sá abandonaram a região. No convento permaneceu um guardião, até o ano de 1841. Com o abandono, a edificação do convento caiu em ruínas.
     
    No ano de 1922, as ruínas passaram a ser de propriedade dos beneditinos e depois as terras e ruínas passaram a ser de propriedade privada.
     
    Atualmente, as ruínas conservam toda a fachada principal, as paredes da igreja, a ala frontal do convento e a torre sineira da igreja matriz. Há algumas telhas remanescentes do beiral e algumas esquadrias do segundo pavimento.
     
    O patrimônio está localizado dentro do Complexo da Comperj, Fazenda Macacú, e no momento, as visitas às ruínas do Convento São Boaventura estão suspensas.
     
    Fonte: Wikipedia
    Foto capa: Custódio Coimbra/O Globo e outras Wikimapia


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Bofetada, o bar que marcou época em Ipanema
      Saiba Mais
      Nevasca isolou o Parque Nacional de Itatiaia em 1985, frio chegou a 10º negativos
      Saiba Mais
      Destruído por um incêndio em 1998, aeroporto Santos Dumont reabria seis meses depois
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO