TURISMO >> Histórias do Rio

  • Planaéreo do Rio, projeto de 1937, teria hélices de avião e circularia em trilhos suspensos

    Da Redação em 11 de Maio de 2022    Informar erro
    O Rio de Janeiro sempre quis se antecipar às novidades que faziam sucesso no mundo. Em 1937, Companhia de Transportes Planaéreos, inspirado em Londres, Paris e Chicago, ganhava a concessão para construir o Planaéreo, um veículo de invenção inglesa que trafega sobre ’rails’ ou trilhos suspensos, acionados por hélices.
     
    O planaéreo urbano do Rio poderia circular pelas ruas e avenidas ou ainda sobre linhas férreas. Inicialmente foi autorizado a construção de um trecho de  20 km de extensão do Centro à Zona Sul. Cada carro acomodaria até cem passageiros sentados e veículos partindo da Central de dois em dois minutos. 
     
    A autorização para construir chegou a ser assinada pelo presidente Getúlio Vargas. Segundo o documento a linha de transportes e os respectivos ramais do sistema denominado "Railplane Sistem of Transport" consiste em uma superestrutura rígida, elevada, suportando uma viga-trilho, sôbre a gual é suspenso o carro transporte, em forma de fuso, movido por helices de avião, colocadas nas extremidades.
     
    Seria permitida à Companhia de Transportes Planaéreos do Rio de Janeiro S. A. a utilização do leito da Estrada de Ferro Central do Brasil para o assentamento dos cavaletes-suportes de sua linha e ramais. 
     
    Mas, a instabilidade gerada pela II Guerra Mundial adiou o projeto. A partir de 1945 chegou a ser discutido para ligar o Rio a Petrópolis em 20 minutos a mais de 300km por hora, mas novamente não evoluiu.
     
    Uma ideia que tinha tudo para dar certo e que nunca saiu do papel. Apesar do interesse em todo o mundo, o inventor George Bennie não conseguiu obter o apoio financeiro de que precisava para desenvolver seu revolucionário sistema de transporte. 
     
    A linha proposta de Edimburgo a Glasgow não foi construída, nem a entre Southport e Blackpool . Em 1937, Bennie estava falido. Ele havia financiado a maior parte do trabalho sozinho.
     
    O protótipo do avião ferroviário enferrujou em um campo em Milngavie até ser vendido para sucata em 1956. Bennie morreu no ano seguinte.
     


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Botafogo teve barcos a vapor ligando o Centro a partir de 1843
      Saiba Mais
      Teleférico de Copacabana à Tijuca nunca saiu do papel, projeto de 1912 previa seis estações
      Saiba Mais
      Ponte Rio-Niterói tem quilômetros de galerias sob as pistas
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO