TURISMO >> Histórias do Rio

  • Quem foi Madame Devaux que fez fortuna no Rio e morreu esquecida num asilo?

    Da Redação em 21 de Julho de 2021    Informar erro

    A década de 50, conhecida como os Anos Dourados, teve uma personagem pouco conhecida, mas que marcou época na alta sociedade carioca: Madame Devaux, a cafetina mais sofisticada do Rio. 

    Alice Devaux nasceu em Paris e chegou ao Brasil aos 21 anos em 1925. Com a elegância e o glamour típicos das francesas da época, fez sucesso na então capital do país por saber guardar segredos de clientes poderosos como senadores, deputados, banqueiros e industriais que não economizavam para usufruir de seus serviços. 

    Apesar de discreta, era conhecida na alta sociedade por manter na então luxuosa Av. Beira Mar, uma espécie de triagem do bordel mais chique da cidade que envolvia vários apartamentos conhecidos como "garconiéres". Além da selecionar as garotas, a cobertura era palco de encontros de negócios sigilosos.

    Não é a toa que Alice Devaux amealhou uma fortuna estimada em mais de R$ 10 milhões que incluía terrenos, carros, joias, 16 imóveis, além da cobertura de 250 m² com espetacular vista para o Pão de Açúcar, o Corcovado e a Baía de Guanabara. 

    Ironicamente, quem passou a vida guardando segredos acabou tendo Alzheimer e morreu esquecida numa clínica geriátrica. Como não tinha filhos, nem herdeiros, todos os seus bens foram leiloados pela Prefeitura. História digna de um roteiro de cinema. 



    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Estrangeiros deram origem a vários bairros no Rio no século XIX
      Saiba Mais
      Lagoa foi aterrada em 1723 para a construção do Largo da Carioca
      Saiba Mais
      Ditadura fechou a Panair do Brasil em 1965 para beneficiar concorrente Varig
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO