TURISMO >> Histórias do Rio

  • Ziraldo: tesouro nacional admirado por gerações criou coleção de fósforos em 1970

    Da Redação em 22 de Março de 2024    Informar erro
    Ziraldo: tesouro nacional admirado por gerações criou coleção de fósforos em 1970

    Foto: Casa do Velho.com


    O cartunista e ilustrador Ziraldo foi autor da coleção representando os 12 Signos, da Fiat Lux, em 1970. O gênio das curvas que deram origem a centenas de personagens, criou a série que hoje só pode ser encontrada com colecionadores.
     
    Os fósforos eram considerados produtos de luxo, disponíveis principalmente em lojas exclusivas ou oferecidos como brindes em locais de alto padrão, como boates, restaurantes, boutiques, clubes e hotéis sofisticados.
     
    Ziraldo Alves Pinto, nascido em Caratinga, Minas Gerais, em 24 de outubro de 1932, é um dos mais renomados artistas brasileiros, reconhecido por suas contribuições marcantes para a literatura infantil, quadrinhos, jornalismo e artes plásticas. Desde cedo, demonstrou talento para o desenho, influenciado pela obra de grandes mestres como Walt Disney e Max Fleischer. 
     
    Sua carreira começou a se destacar nos anos 1960, quando criou o famoso personagem "Menino Maluquinho", que se tornou um ícone da literatura infantojuvenil brasileira, conquistando o coração de crianças e adultos. Através de suas histórias, Ziraldo aborda temas como a infância, a amizade, a diversidade e a importância do brincar, cativando leitores de todas as idades com sua narrativa leve e bem-humorada.
     
    Além de escritor, Ziraldo também é reconhecido por seu trabalho como cartunista e jornalista, tendo colaborado com diversos veículos de comunicação ao longo de sua carreira. Sua obra é caracterizada pela linguagem acessível, o humor inteligente e a sensibilidade para tratar de questões relevantes da sociedade brasileira, como a política, a educação e a cultura.
     
    Ao longo dos anos, Ziraldo recebeu inúmeros prêmios e homenagens por sua contribuição para a cultura brasileira, incluindo o Prêmio Jabuti e o Prêmio Angelo Agostini, além de ter sido eleito para a Academia Mineira de Letras. Sua obra continua a inspirar e encantar gerações de leitores, sendo um verdadeiro patrimônio da literatura e da arte brasileira.


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Di Cavalcanti, o carioca que transformou a arte brasileira e encantou o mundo
      Saiba Mais
      Sammy Davis Jr. encantou o Rio de Janeiro numa apresentação histórica em 1960
      Saiba Mais
      A saga dos desbravadores do Dedo de Deus, topo foi alcançado em 1912
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO