TURISMO >> Passeios

  • 7 coisas para fazer em Botafogo, Humaitá e Urca

    Da Redação em 09 de Setembro de 2019    Informar erro
    Mapeamos alguns passeios culturais e turísticos imperdíveis na região de Botafogo, Urca e Humaitá. Nesta relação você tem uma boa amostra dos roteiros obrigatórios para quem circula na região. A Cobal do Humaitá atua como ponto nevrálgico irradiando estilo e charme, lembrando os mercados europeus. Confira a lista!
     
    Casa Rui Barbosa
     
    A Casa de Rui Barbosa tem estilo neoclássico com um grande jardim e foi residência de Rui e de sua família até 1923. Hoje é administrado pela Fundação Casa de Rui Barbosa que desenvolve atividades de pesquisa, conservação e educação, além de promover projetos de integração com a comunidade.
     
    Com visitas mediadas ao jardim, o projeto é uma oportunidade de conhecer mais sobre o espaço, destacando a sua flora e fauna, um panorama da vida de Rui Barbosa e sua família, bem como seus usos atuais como jardim histórico, tombado pelo IPHAN.
     
    De janeiro a dezembro são oferecidas duas visitas mensais, sendo uma realizada durante a semana (quarta-feira) e outra, ao final de semana (sábado). A visita mediada é realizada com distribuição prévia de senhas, 30 minutos antes do início da atividade. É possível realizar agendamento para grupos, e como sempre tem atividades culturais, é bom ficar de olho nas redes do Museu.
     
    Rua São Clemente, 134 – Botafogo (próximo ao metrô) | 21 3289-4600
    Funcionamento: ter a sex das 10h às 17h30, sáb e dom das 14h às 18h30. Grátis
     
    Casa FIRJAN
     
    Em um terreno de 10 mil m², na rua Guilhermina Guinle, a Casa Firjan abriga um novo prédio, de arquitetura contemporânea e premiada, e um patrimônio histórico restaurado, que inclui uma casa principal e duas outras casas geminadas construídas no início do século XX.
     
    Com entrada gratuita todos os dias do ano, tem uma programação abrangente que inclui palestras, fóruns empresariais, debates, laboratórios de tendências, cursos estratégicos, exposições culturais, cinema ao ar livre, shows e agenda de visitas guiadas. O propósito do espaço é reforçar o envolvimento em conjunto de diversos segmentos da sociedade para entender os novos caminhos da economia.
     
    Rua Guilhermina Guinle, 211 – Botafogo
    Funcionamento: terça a sábado das 10h às 20h – Grátis.
     
    Cobal do Humaitá
     
    Inaugurada na década de 70, a Cobal do Humaitá é mais do que um mercado municipal, é um importante centro gastronômico na cidade. É composto por três quiosques, 97 boxes, 84 lojas e 7 salas, incluindo uma boutique de decoração, duas grandes lojas de vinho, pet-shop, floriculturas, sorveteria, loja de produtos naturais e supermercado.
     
    Apesar das barracas de verduras darem cada dia mais espaço para bares e restaurantes, o local mantém o ambiente de mercadão, só que com um público mais sofisticado. No início dos anos 2000 funcionou no local a boate Far Up, uma casa noturna que marcou época no Rio. No verão, as mesas dos bares e restaurantes são bastante disputadas e acontecem shows ao vivo, rodas de samba, choro, jazz e muito mais.
     
    Rua Voluntários da Pátria, 446 – Humaitá
    Funcionamento: das 07h às 02h – Grátis
     
    Parque do Martelo
     
    O bairro do Humaitá esconde um tesouro da maioria dos cariocas. É o Parque do Martelo, administrado pela Associação de Moradores da área. Localizado junto a um morro encravado no meio do bairro, tem 16 mil metros quadrados em área de mata densa. No local, existe um parquinho para crianças com brinquedos diversos e instrumentos de ginástica para alongamentos. Tudo isso com total silêncio para relaxar e um visual estonteante do Cristo Redentor.
     
    O terreno foi cedido em regime de comodato por 30 anos à associação que impediu que fosse construído um empreendimento imobiliário. Os brinquedos foram comprados pelos próprios moradores que também arcam com a manutenção. Tem também horta comunitária, yoga, oficinas de artes plásticas. O interessante é que o local pode abrigar piqueniques. No entanto, as reservas têm de ser feitas pelo menos com três meses de antecedência.
     
    Para completar a mágica sinergia do local, às quintas feiras acontece uma feira de produtos orgânicos.
     
    Rua Miguel Pereira, 41 – Humaitá
    Funcionamento: segunda a sexta das 08h às 12h e das 13h às 16h. Sábados das 08h às 13h, domingos das 09h às 13h. Feirinha quintas de 07h30 às 13h.
     
    Pista Cláudio Coutinho
     
    A Pista Cláudio Coutinho fica literalmente aos pés dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca na Praia Vermelha. O lugar, integra a área de preservação ambiental Monumento Natural (MoNa) dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca, brindando os visitantes com um lindo visual do mar, da floresta e da montanha.
     
    São 1.250 metros de extensão para fazer caminhadas, corridas, fotografias, passear e curtir a natureza. Por ser fácil, arborizado e seguro, é frequentado por pessoas de todas as idades, inclusive com carrinhos de bebês e cadeirantes. Mas, não é permitida a entrada de animais domésticos, bicicletas, skate, segway ou veículos automotores. 
     
    O lugar é também um ponto de acesso às trilhas e vias de escalada nos morros do Pão de Açúcar e da Urca. Conhecido também como Caminho do Bem-te-vi e Estrada do Costão, o lugar tem uma fauna rica, com muitos pássaros, borboletas e outros animais típicos da Mata Atlântica.
     
    Um dos que mais chamam atenção é o mico-estrela (sagui) que é uma espécie exótica invasora  e causa um enorme desequilíbrio ambiental. Ele pode transmitir doenças ao ser humano, inclusive a raiva. Por isso, não os alimente e nem chegue muito perto. Para chegar lá, o melhor é usar os transportes públicos, principalmente nos fins de semana quando fica mais difícil arrumar vaga para estacionar.
     
    Praia Vermelha, entrada ao lado da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.
    Funcionamento: diariamente das 06h às 18h - Grátis
     
    Museu de Ciências da Terra
     
    O Museu de Ciências da Terra é pouquíssimo conhecido do carioca. Ele ocupa um imponente prédio na Urca com fachada em estilo neoclássico com leões e águias. Seu acervo é incrível: amostras de quase cinco mil minerais do Brasil e do exterior, ossadas de dinossauros, rochas, fósseis e materiais relacionados à nossa memória geológica.
     
    E ainda objetos de trabalho do paleontólogo Llewellyn Ivor Price, além de painéis explicativos da formação e evolução da Terra. O Museu de Ciências da Terra pertence ao Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM. E o melhor: a entrada é gratuita com direito a guias contando a rica história do acervo. É possível agendar visitas de grupos.
     
    Av. Pasteur, 404 – Urca | 21 2295-7596
    Funcionamento: terça a domingo das 10h às 16h– Grátis
     
    Fortaleza de São João
     
    A Fortaleza de São João, na Urca, é pura história. No local, Estácio de Sá fundou o Rio de Janeiro em 1º de março de 1565 e construiu as defesas da cidade contra as investidas francesas. O público pode visitar as instalações agendando previamente.
     
    A Fortaleza é constituída por três redutos (pequenos fortins também chamados de Baterias) e um grande Forte, o Forte São José, de 1578 – o terceiro forte mais antigo do país. Os visitantes podem ainda conhecer o morro Cara de Cão, considerado Área de Preservação Ambiental pelo IBAMA e o Museu do Desporto do Exército, já que a Fortaleza foi o primeiro Centro de Capacitação Física do Brasil. 
     
    As visitas são acompanhadas por um guia que vai explicando a história do local. É recomendável levar chapéu ou boné, água e protetor solar já que 2km (ida e volta) separam o conjunto principal por uma estrada à beira da Baía da Guanabara.
     
    Av. João Luis Alves – Urca
    Visitas agendadas de terça a domingo pelo telefone 2586-2291
     

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Passeio marítimo no rebocador Laurindo Pitta
      Saiba Mais
      Plano Inclinado na Glória
      Saiba Mais
      Monumento aos Pracinhas: história do Brasil na Segunda Guerra
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Comentário do post Rose Lima:
        Ótimas dicas!:

      • Comentário do post Jorge Paquetá:
        Faltou o Mirante do Pasmado , O museu do Índio , Museu Villa Lobos , Museu do Teatro , Casa da Ciência ( UFRJ ) , Museu do Teatro , Tour no Cemitério São João Batista ( galeria de arte à céu aberto ) , Passeio na Mureta da Urca , Museu da MPB .


CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA