TURISMO >> Roteiros

  • Parque Estadual Cunhambebe, recanto ecológico em Angra dos Reis

    Da Redação em 12 de Outubro de 2021    Informar erro
    Local: Parque Estadual Cunhambebe
    ENDEREÇO: Estrada da Cachoeira s/n, Sahy, Mangaratiba - RJ.
    CONTATO: (21) 3789-2965
    DETALHES: Visitação: de terça-feira a domingo, das 8h às 17h.
    O Parque Estadual Cunhambebe (PEC) abrange parte dos municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba, Rio Claro e Itaguaí, possuindo uma área de 38.053 hectares.
     
    O nome Cunhambebe foi escolhido para homenagear o grande cacique tupinambá, líder no episódio histórico Confederação dos Tamoios, ao unir chefes indígenas de diferentes tribos da região do litoral norte de São Paulo e do sul fluminense para lutar contra os colonizadores portugueses. Sua aldeia se localizava em terras que hoje pertencem ao Município de Angra dos Reis.
     
    A finalidade principal da criação do PEC, que ocorreu no ano de 2008, foi assegurar a preservação dos remanescentes de Mata Atlântica da região sul fluminense da Serra do Mar, permitindo a conectividade entre os maciços da Bocaina e do Tinguá, preservando montanhas, cachoeiras e demais paisagens notáveis. 
     
    Trata-se de uma unidade de conservação com papel fundamental para garantir a conservação de uma das principais fontes de abastecimento de água da população do sul do Estado do Rio, além de promover a proteção da fauna e flora nativa e propiciar a pesquisa científica.
     
    Outras unidades de conservação geridas pelo Inea estão situadas nesta mesma região turística da Costa Verde: Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual de Mangaratiba; Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual de Tamoios; Parque Estadual da Ilha Grande e Reserva Ecológica Estadual da Juatinga.
     
    O parque protege importante remanescente de vegetação. A floresta atlântica montana, típica do bioma Mata Atlântica, se apresenta na forma de floresta ombrófila densa, em seus respectivos gradientes de submontana a altomontana, e a floresta estacional semidecidual submontana e montana, que, como essas denominações já sugerem, distinguem-se principalmente pela altitude do relevo onde se encontram.
     
    Na vegetação voltada para o litoral é comum encontrar uma grande variedade de espécies arbóreas de diferentes grupos. À medida que atinge altitudes mais elevadas, a floresta aumenta e fica mais complexa. O relevo forte e íngreme e de acesso difícil contribuiu para a preservação.
     
    Dentro dos limites do parque está abrigada uma grande parte da diversidade biológica regional, com espécies de interesse científico e em risco de extinção. Destacam-se o macaco muriqui (Brachyteles arachnoides), a jaguatirica (Leopardus pardalis), a onça-parda (Puma concolor) e a paca (Cuniculus paca), que estão presentes na lista de espécies da fauna ameaçada de extinção.
     
    Com relação à avifauna, há uma notável diversidade de espécies, tais como a jacutinga (Aburria jacutinga), o gavião-pombo-pequeno (Amadonastur lacernulatus) e o papa-moscas-estrela (Hemitriccus furcatus).
     
    O clima tropical subquente úmido e subúmido predomina na região, pois há influência marítima sobre a amplitude térmica diária. O período mais chuvoso na região é o verão, seguido pela primavera. 
     
    Com relação à temperatura, a diferença da média anual entre as vertentes sul e norte é influenciada pelo relevo, com a tendência de que ocorra a diminuição da temperatura conforme aumenta a altitude.
     
    Além disso, a proximidade com o mar torna a amplitude térmica menor na vertente sul. Aí, a temperatura média anual é de 23,2°C, três graus acima do que na vertente norte, que tem média anual de 20,9°C.
     
    Os índices de umidade relativa média anual variam, na vertente sul, entre 75% e 82% durante todo o ano e, na vertente norte, entre 82% e 86%.
     
    Fonte e fotos: Parque Estadual do Cunhambebe/INEA


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Parque Estadual da Costa do Sol: paraíso que abrange seis municípios da Região dos Lagos
      Saiba Mais
      Pouso da Cajaíba, paraíso isolado da civilização em Paraty, sem luz elétrica, só acessível por barco
      Saiba Mais
      Píer de Costazul, cartão-postal de Rio das Ostras
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO