MAIS COISAS >> Jornal Bafafá

  • Festa de Literatura e Cultura (FLIC) de Rio das Ostras é reconhecida como Patrimônio Imaterial do Estado do Rio

    Da Redação em 06 de Junho de 2024    Informar erro
    Festa de Literatura e Cultura (FLIC) de Rio das Ostras é reconhecida como Patrimônio Imaterial do Estado do Rio

    Rio das Ostras, uma cidade já renomada por ser a Capital Fluminense do Jazz e do Blues, celebra agora um novo marco cultural. A Festa de Literatura e Cultura da cidade (FLIC) foi oficialmente reconhecida como patrimônio imaterial do Estado do Rio de Janeiro.
     
    O Projeto de Lei 2639/2023, de autoria da deputada Marina do MST (PT), foi aprovado por unanimidade nesta terça, dia 4 de junho, consolidando a importância do evento no cenário cultural fluminense.

    "A FLIC é uma celebração vibrante da nossa cultura, destrancando obras autorais e periféricas, e reafirmando nosso compromisso com uma cultura viva, diversa e democrática. Um espaço onde todos têm voz e vez. Promovendo a leitura, a arte e a música", declarou a deputada Marina em seu Instagram, evidenciando o papel fundamental da feira na promoção de uma cultura inclusiva e acessível.

    A cidade de Rio das Ostras, já conhecida por sua forte conexão com o universo da leitura, reforça ainda mais essa identidade com a FLIC. Com o reconhecimento oficial, a Festa está pronta para expandir ainda mais seu alcance e impacto, solidificando Rio das Ostras como um polo cultural e essencial para toda a região dos Lagos. 

    Acontece entre os dias 2 e 4 de agosto de 2024, no bairro Âncora, com a presença de escritores, leitores, artistas e educadores.
     
    Este ano, a FLIC traz o universo do Hip-hop para dentro do evento, que sempre fez parte da Festa e prestará uma homenagem especial à sambista Leci Brandão e ao rapper Mano Brown, celebrando suas contribuições imensuráveis à cultura brasileira.

    Leonardo Medeiros, coordenador da FLIC, ressalta que com a descentralização mais pessoas terão acesso ao universo da leitura. “Apesar de a Festa acontecer no bairro Âncora, nosso objetivo sempre foi descentralizar para todo o território de Rio das Ostras. Sendo um bem imaterial, teremos mais força para encontrar parceiros e mãos que nos ajudem não apenas nesta descentralização, que dará mais acesso ao livro e à literatura."

    Para Guilhermina Rocha, presidente do Centro Cultural de Educação Popular, a declaração da FLIC como patrimônio imaterial é um reconhecimento justo e necessário. "Não é apenas um evento, é uma experiência transformadora que envolve toda a comunidade. Cada edição nos aproxima mais dos nossos sonhos de uma sociedade mais justa e leitora".
     
    Fonte: Prefeitura de Rio das Ostras


    • MAIS COISAS QUE PODEM TE INTERESSAR

      Inspirado em jardim de Singapura, Parque Realengo Susana Naspolini é inaugurado
      Saiba Mais
      Praia do Sossego é indicada pela quarta vez ao prêmio Bandeira Azul
      Saiba Mais
      Gilberto Gil é contemplado com o título de "Doutor Honoris Causa" da UERJ
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

DIVULGAÇÃO