TURISMO >> Passeios

  • Caverna dos Escravos, em Cabo Frio, foi usada para esconder escravos no século XIX

    Da Redação em 26 de Julho de 2021    Informar erro
    Próxima à Ilha do Japonês, em Cabo Frio, fica a “Caverna dos Escravos”, uma construção feita pelo homem no século XIX. Com quase 30 metros de comprimento, 1,5 de largura e 3 metros de altura, é apontada como um esconderijo de escravos construído para fugir das perseguições inglesas que proibiam novas travessias de negros até o Brasil.
     
    Segundo registros, em uma carta datada de 1852, do então Juiz de Direito da Comarca de Cabo Frio, endereçada ao Presidente da Província do Rio de Janeiro, há um relato de que aguardava-se a chegada de um grande carregamento de escravos africanos, a aportar em algum ponto da costa de Cabo Frio. 
     
    Esta galeria pode ter sido usada como esconderijo para enganar a proibição de traficar novos escravos. Quando um grande carregamento chegava na costa, era comum espalhar a “carga” de escravos em pequenos grupos, a fim de que fossem distribuídos em diferentes lugares.
     
    Não era difícil por isso, pulverizar um carregamento de 150, 200 escravos, em túneis e casas da região. Se, por uma eventualidade, algum destes grupos fosse descoberto, os outros poderiam chegar ao seu destino. 
     
    Fonte: Paulo Roberto Araújo/Prensa de Babel

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Mirante Dona Marta, vista cinematográfica do Rio e fácil estacionamento
      Saiba Mais
      Centro de Visitantes Paineiras: cantinho carioca de dar gosto
      Saiba Mais
      Observação de golfinhos na Baía de Guanabara
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

    Banner Pets

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO









#AGENDABAFAFA