TURISMO >> Passeios

  • Forte Duque de Caxias (do Leme) grátis às terças

    Agenda Bafafá em 09 de Fevereiro de 2020    Informar erro
    Local: Forte Duque de Caxias
    ENDEREÇO: Praça Almirante Júlio Noronha, s/nº - Leme (no final da Praça). Ver mapa
    DETALHES: Não é preciso agendar a visita, exceto grupos. De ter a dom de 9h30 às 16h30 | Ingresso: R$ 4 e R$ 2 (meia) Terças: grátis | No verão: 08h30 às 16h30 | Dica: leve água, boné, filtro solar.
    O Forte Duque de Caxias, mais conhecido como Forte do Leme, é um passeio imperdível, principalmente para quem acha que conhece tudo na cidade do Rio de Janeiro. Localizado entre o Leme e a Urca, tem uma extensa vegetação totalmente preservada.
     
    O público pode chegar até a antiga construção (a 120 metros acima do mar) numa caminhada de apenas 20 minutos numa rua de paralelepípedo no meio da mata.
     
    E o melhor: com segurança já que trata-se de uma área militar. É cartão postal para todos os lados. À beira mar vê-se por trás a exuberância do Morro da Urca e do Pão de Açúcar com os barquinhos a vela em volta.
     
    Do lado de Copacabana, avista-se a toda a praia e o Morro Dois Irmãos, a Pedra da Gávea e o Corcovado.
     
    A história da da fortificação começa entre 1776 e 1779, por ordem do Vice-Rei, Marquês do Lavradio. Foi construído no alto da Pedra do Leme, para impedir o desembarque de invasores estrangeiros na Praia de Copacabana.
     
    O Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, ali serviu em 1789, como integrante da Companhia de Dragões de Minas, que então guarnecia a fortificação. Reformado pelo Capitão Augusto Tasso Fragoso em 1895, passou a ter o nome de Forte do Leme, recebendo, a partir de 1918, oito obuseiros gigantes Krupp (280mm), de origem alemã.
     
    Em 1935, recebeu o nome de Duque de Caxias por decreto de Getúlio Vargas. Desativada a fortificação em 1965, passou a ser constituir nas instalações do Centro de Estudos de Pessoal do Exército.
     
    É proibido utilizar trajes de banho e transitar sem camisa na trilha ou durante a visita ao Sítio Histórico. Também não é permitido conduzir ou consumir bebidas alcoólicas na trilha ou na visitação ao Sítio Histórico.
     
    Avisos importantes
     
    - O acesso ao sítio histórico é feito por 800 metros de trilha com elevado aclive;
    - É importante estar em condições climáticas propícias para realizar a caminhada;
    - Não se recomenda a subida ao alto do morro por pessoas que possuam razões que as impeçam a prática de atividade física, como:
    - com doenças cardíacas;
    - sem boas condições físicas; ou
    - com indisposições.
    - Não é permitido sair da estrada de acesso ao forte;
    - Não é permitida a utilização de trilhas que não estejam balizadas;
    - Cuidado com o piso irregular do paralelepípedo;
    - Não é permitido apoiar nas grades de proteção do Forte Duque de Caxias;
    - Em caso de acidente durante o passeio, procure o Guia ao Forte Duque de Caxias, que fica uniformizado ou ligue para (21) 98496-7677;
    - Não é permitido utilizar trajes de banho e transitar sem camisa na trilha ou visitação ao Sítio Histórico;
    - Não é permitido o ingresso de animais de estimação, com exceção para os cães-guia;
    - Não é permitido conduzir ou consumir bebidas alcoólicas na trilha ou na visitação ao Sítio Histórico;
    - Para a realização de ensaios fotográficos ou comerciais há necessidade de entrar em contato com a administração do Forte Duque de Caxias.
     

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Orla portuária: o novo xodó do Rio
      Saiba Mais
      Rio das Flores faz aniversário de 127 anos com festa
      Saiba Mais
      Tour Praça Mauá e Arredores
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Comentário do post Geni de Araújo Nogueira:
        Passeio do forte do leme


CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO










#AGENDABAFAFA