TURISMO >> Passeios

  • Arcos da Ladeira do Leme: defesa do Rio no século 18

    Da Redação em 09 de Julho de 2024    Informar erro
    Arcos da Ladeira do Leme: defesa do Rio no século 18
    Local: Ladeira do Leme
    Quem sai de Botafogo sentido Copacabana pela lateral de acesso ao Riosul sobe a Ladeira do Leme e se depara com dois arcos de cinco metros de altura e três de largura construídos no século 18 para servir de acesso ao forte existente no local e para impedir eventual invasão da cidade a partir da Praia de Copacabana. Os arcos resistem ao tempo e foram construídos com pedras, mistura de cal e óleo de baléia. 
     
    No alto do morro ficava um sinaleiro que cuja missão era avisar os outros fortes da cidade sobre a aproximação de embarcações inimigas. Atualmente o lugar é ocupado por uma Vila Militar com casinhas e uma rua principal que parecem ter saído do túnel do tempo. Esta vila serve de acesso para caminhada até o Morro do Chapéu Mangueira, mas para acessar tem de ter autorização prévia. 
     
     
    A melhor forma de conferir é indo de carro mesmo. Mas, fique atento pois o tráfego é intenso, apesar da ladeira e tem apenas uma pequena área de estacionamento pertencente à Vila Militar no alto. 

    • FOTOS



    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Ilha da Salina, em São Pedro da Aldeia, um lugar que parece cenário de cinema
      Saiba Mais
      Parque das Águas, um lugar incrível (quase secreto) em Niterói
      Saiba Mais
      Visitas guiadas ao Theatro Municipal do Rio
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Comentário do post Daniel Jerônimo:
        Morei no alto da vila militar de 94 a 97, estudei no Porto Rico e fiz grandes amigos, uma infância muito boa na Babilônia. Subi e desci muito essas ladeiras a pé.

      • Comentário do post Marcia:
        Adoro estes textos, mas para chegar neste túnel é fácil? É vc consegue entrar na Vila? Onde pede autorização ?

      • Comentário do post Geraldine:
        A matéria tão interessante, e apenas uma foto atual, e uma antiga. Estamos na internet. Tem espaço para publicar mais gotos e sem aumentar o custo.

      • Comentário do post jose wilson sales:
        Morei ai na Vila Militar que existe um pouco acima destes arcos, nos anos de 1951 e 1952. Meu PAI, o Major Wilson Alves Sales, do Exército Brasileiro, Ex-Integrante da FEB, servia no 8º GACM, no Leblon. Ai, junto dos arcos, existe uma capelinha, onde fiz minha primeira comunhão. Tenho saudades daqueles tempo de criança. Eu tinha apenas, 7 anos e estudava no Colégio Francisco Alves, na Rua da Passagem, em Botafogo. Era um lugar tranquilo e agradável. Merece ser visitado


DIVULGAÇÃO