TURISMO >> Roteiros

  • Maricá tem moeda local e tarifa zero em ônibus e bicicletas

    Da Redação em 18 de Janeiro de 2021    Informar erro
    O programa Renda Básica da Cidadania de Maricá criou em 2013 a moeda social Mumbuca,  com o objetivo de alimentar a economia local. O programa envolve mais de um quarto da população da cidade e representa um dos maiores experimentos de renda básica do mundo. 
     
    Aproximadamente 6,6 mil comerciantes e prestadores de serviços estão cadastrados para receber a moeda social. Com isso, gira a economia local já que só tem valor no município.
     
    O auxílio permitiu aos trabalhadores locais manter o isolamento social. Inclusive, as autoridades aumentaram esses pagamentos com o agravamento da pandemia. Recentemente o Banco Mumbuca começou a conceder empréstimos a uma taxa de 2% aos empreendedores locais
     
    A viabilidade desse plano teve como peça-chave a plataforma de pagamentos digitais e-DINHEIRO, que ajuda comunidades a circular suas próprias moedas.
     
    Graças ao aplicativo, as pessoas conseguem transferir os seus créditos digitais e fazer compras de varejistas cadastrados a partir de smartphones. Além do mais, as contas de serviços públicos também podem ser quitadas com a mumbuca. Para quem não possui um smartphone, é possível acessar o serviço digitalizando seus cartões.
     
    Para os beneficiários do programa de renda básica, não existe a possibilidade trocá-los por reais. Já os empresários podem sacá-los após um prazo de 48 horas e com a incidência de uma taxa de 1% sobre o valor total do saque.
     
    Ônibus vermelhinhos
     
    Maricá é o primeiro município brasileiro com mais de 100 mil habitantes a oferecer ônibus gratuito para a população. Desde 2014, quando entrou em operação, a frota de quase 100 vermelhinhos da EPT transportou mais de 15 milhões de passageiros. 

    Por dia, o sistema transporta 17 mil passageiros, mas teve uma redução nesse número devido à pandemia da Covid-19, quando a frota circulante passou a ser 60% menor como forma de contribuir para o isolamento social.
     
    A metodologia é bem interessante. É feita uma licitação e ganha a empresa que oferecer o menor valor por quilômetro rodado, além de atender outros critérios estabelecidos.
     
    A Empresa Pública de Transportes - EPT - gere, fiscaliza, executa e paga os ônibus que forem locados, mas não é uma exclusividade. 
     
    Bicicletas Vermelhinhas
     
    Está sendo implantado também no município um programa de uso gratuito de bicicletas. Serão instaladas 20 estações com total de 200 bicicletas distribuídas pela cidade.
     
    Apelidadas de “Vermelhinhas”, elas serão disponibilizadas gratuitamente à população. A operação está prevista para acontecer ainda em janeiro com a instalação das 10 primeiras estações que contarão com 100 “bikes”. No mês seguinte, em fevereiro, a ideia é que mais 10 estações sejam erguidas para abrigar outras 100 bicicletas.
     
    Inicialmente estão previstos para receberem as estações os bairros de Itapeba, Mumbuca, Centro, Araçatiba, Boqueirão, Barra de Maricá, Guaratiba e Ponta Negra. De acordo com o presidente da EPT, Celso Haddad, após esta fase de implantação outros bairros serão contemplados com o projeto.
     
    Fonte: Prefeitura de Maricá
     

    ATENÇÃO
    Não somos responsáveis por alterações na programação.
    Recomendamos que confirmem os eventos através dos links ou telefones divulgados.
    Apenas organizamos e compartilhamos a informação.




    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

    Banner Pets

CURTA O BAFAFÁ!

DIVULGAÇÃO









#AGENDABAFAFA