TURISMO >> Bairros

  • Igreja de São Francisco da Prainha, uma joia arquitetônica do Rio erguida em 1738

    Da Redação em 01 de Maio de 2021    Informar erro
    Local: Igreja de São Francisco da Prainha
    ENDEREÇO: Rua Sacadura Cabral, 75 (pertinho da Praça Mauá) Ver mapa
    A Igreja de São Francisco da Prainha, construída em 1696 a pedido do Padre Francisco da Motta, é uma das mais antigas do Rio, foi doada à Ordem Terceira de São Francisco da Penitência em 1704.
     
    Ela representa a memória e história dos moradores do Porto e está localizada na base do Morro da Conceição.
     
    Em 1711, na tentativa de conter a invasão francesa, a capela foi incendiada e completamente destruída. Uma nova capela começou a ser erguida no local em 1738, momento em que recebeu detalhes barrocos em sua fachada e ornamentação interna de caráter gótico.
     
    Em 1938, a Igreja de São Francisco da Prainha foi tombada por seu valor histórico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
     
    O Restauro
    Restaurada em 2013, foi realizado um levantamento histórico, pela Mestre do Programa de Pós- Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (PPGH-UFF), Letícia Ferreira, para assegurar as intervenções de conservação, renovação e reconstituição realizadas neste bem tombado. A execução do projeto, a cargo do Instituto Biapo, respeitou a obra histórica sem prejudicar seus estilos e sua trajetória ao longo do tempo.
     
    Depois de mais de 50 anos de uso e com uma baixa atividade de manutenção, a Igreja de São Francisco da Prainha teve totalmente reestabelecida a estabilidade e a segurança da parede lateral da Sacristia e do Salão. Foi realizado, em caráter emergencial, os escoramentos das alvenarias e execução de cobertura provisória, visando a proteção em seus aspectos mais críticos, para garantir a integridade dos elementos com maior grau de danos e fornecer condições básicas para a realização dos serviços de restauro.
     
    As telhas da cobertura foram todas substituídas, reforçando a capacidade de impermeabilização e de proteção do monumento, além de terem sido realizados os serviços de restauração dos pisos do Salão e Coro; modernização do sistema de energia; restauração das alvenarias de pedra argamassada, através da aplicação de argamassas compatíveis com essas estruturas; pintura externa e interna à base de silicatos; impermeabilização externa das bases das alvenarias autoportantes; e restauração de todas as esquadrias de portas e janelas.
     
    Os pisos internos e revestimentos de mármore das paredes da Nave e da Capela também receberam tratamentos adequados de conservação e limpeza. Os retábulos, que incluem o altar-mor e os retábulos colaterais, foram restaurados. Estes bens apresentavam poucas modificações, revelando, cada um deles, um elemento representativo do século XVIII de grande importância para a história da arte e da arquitetura religiosa brasileira.
     
    O Oratório, localizado na sacristia e considerado a peça de maior importância histórica no interior da igreja, recebeu cuidados especiais. Nele, há dois painéis com a representação da vida de São Francisco de Assis.
     
    Fonte: Instituto Biapo
    Fotos: Gabriel Côrtes


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      Igreja da Penha tem plano inclinado desde 2003
      Saiba Mais
      Parque do Flamengo: o jardim com mais de 15 mil árvores em cenários incríveis de Burle Marx
      Saiba Mais
      Santa Teresa: um bairro carioca com muita história
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Seja o primeiro a comentar este post

    Banner Pets

DIVULGAÇÃO