TURISMO >> Comer | Beber

  • Centro do Rio ganha restaurante em casarão centenário, Sobrado da Cidade foca na comida brasileira

    Da Redação em 20 de Setembro de 2021    Informar erro
    Abriu as portas no último dia 12 de agosto, o restaurante Sobrado da Cidade, no início da Rua do Rosário, perto do CCBB. Em meio à crise que assola o setor de gastronomia do Rio de Janeiro, projetos como esse são um alento para revitalizar a região.
     
    O restaurante fica num casarão histórico de três andares e tem a cozinha comandada pelo chef Gabriel Ribeiro, formado na Cordon Bleu, e tem menu de cozinha brasileira.
     
    Logo na entrada do restaurante encontra-se um lounge do Café Três Corações, com cafés especiais para compra do pacote com grão. Também é possível conhecer a história do café numa linha do tempo na mesa desse espaço.
     
    No mezanino fica a adega de vinhos e um espaço com bar utilizado apenas para eventos.
     
    No segundo andar tem o espaço Black Princess - um lugar para descontrair. Esse espaço foi construído em parceria com o grupo Petrópolis e usam como conceito da marca Black Princess. A cerveja escolhida para representar a cervejaria dentro do Sobrado da Cidade foi porque a black princess era a cerveja que o D. Pedro II tomava.
     
    Como tudo dentro do Sobrado tem história ela veio para agregar valor ao contexto. Nesse espaço tem uma jukebox que serve para música ambiente e também para alegrar as festas realizadas naquele espaço.
     
    Os outros lugares dentro do casarão são para produção de alimento e escritório.
     
    Sempre respeitando o distanciamento entre as mesas, número de pessoas e uso de máscaras. Do lado de fora, há mesas ao ar livre para quem quer curtir a arquitetura colonial.
     
    O casarão de 1865, possui uma parede de 23 metros de altura construída por escravizados, usando óleo de baleia e pedras. Os azulejos são de origem holandesa. O local sempre abrigou negócios, foi armazém (açúcar, aguardente, café, banha, farinha e outros itens de um armazém), hotel, sediou uma companhia marítima, foi residência do Barão Peixoto Serra.
     
    O chef Gabriel Ribeiro, tem formação em cozinha francesa e trabalhou na Le Cordon Bleu. Ele não usa temperos artificiais, produz tudo no Sobrado da Cidade. Os temperos, molhos, pães, massas e outros itens usados no pré-preparo dos alimentos são produzidos no local. A base dos seus pratos leva 48h para ficar pronto.
     
    "Queremos mostrar um pouco do valor que tem nossa história. Creio ser um dever nosso, como cidadão, preservar e levar a nossa origem aos mais novos. Às vezes eu vejo as pessoas circulando pelas ruas encantadas com as construções. Esse encantamento, na minha opinião, é o sentimento de pertencimento. Somos oriundos daquele espaço. O Brasil tem sua história registrada naquele local", diz uma das sócias Carla Esteves.
     


    • TURISMO QUE PODEM TE INTERESSAR

      ExpoCachaça 2021, em Belo Horizonte, promete movimentar antiga serraria
      Saiba Mais
      Rio chega a 22ª edição da Restaurant Week
      Saiba Mais
      Os Ximenes: caneca zero grau a R$ 5,50
      Saiba Mais


    • COMENTE AQUI

      código captcha

      O QUE ANDAM FALANDO DISSO:


      • Comentário do post Selma:
        Entao se for so para conhecer nao pode nem, tem que consumir, entao infelizmente com essa porcentagem de desempregados vai ficar so pra elite, como sempre, ainda mais com um chef formado nai França, entao é pra manter o pobre bem longe.


DIVULGAÇÃO